[ editar artigo]

9 Livros que todo médico deve ler (2015)

9 Livros que todo médico deve ler (2015)

Separei alguns livros que julguei que deveriam estar na biblioteca de todo médico. Essa é a minha prescrição literária (2015), deixe você também a sua postando aqui no Academia Médica.

Há algum tempo relacionamos 5 Filmes que todo médico deveria ver. Desta vez vamos um pouquinho mais fundo e listamos os livros que fizeram parte da minha história como médico. São clássicos da literatura mundial, que com certeza ajudaram a transformar a medicina que eu exerço e que muitos de vocês exercem. Muitos deles são relatos históricos incríveis, que nos ajudam sempre a saber de onde a arte médica veio, e para onde ela irá.

Segue a lista, espero que gostem. Caso haja algum livro que você deseje acrescentar a esta lista, comente no final da página, assim poderemos compartilhar com todos os nossos leitores. Ao clicar nos links você será encaminhado a loja da Amazon (todos os livros aqui foram pesquisados e lá foi encontrado o menor preço)

#O Físico

Best seller do escritor americano Noah Gordon, este livro sempre trouxe novas descobertas em todas as 3 vezes que o li. Enquanto era um vestibulando, me ajudou muito a sonhar mais alto e impulsionou ainda mais a minha vontade de ser médico. Quando estava no 3º ano de faculdade, as dificuldades e descobertas que o protagonista Rob J. Cole enfrenta mostraram-me que medicina é difícil em qualquer lugar do mundo e em qualquer período histórico da humanidade. Agora médico com 2 anos de formado o reli e foi como o fechamento de um ciclo, que está prestes a iniciar novamente com a aventura de uma nova especialização. Simplesmente fantástico. Primeiro livro de uma trilogia primorosamente escrita por Noah Gordon.

#O imperador de todos os Males

Premiado com um Pullitzer por esta obra, o Cancerologista Siddhartha Murkhejee desenvolve a "Biografia do Câncer", como o próprio prólogo fala. Uma real história onde o protagonismo da "Inominável doença" é protagonista dos grandes avanços da medicina. As cirurgias mutiladoras de Halstead e os caminhos que mostram as evoluções para as cirurgias minimamente invasivas, com margem mínima e reconstrução primária, são a tônica do livro. O Câncer como vilão foi a inspiração dos grandes médicos que desenvolveram terapias que deram sobrevida com qualidade de vida a muitos pacientes. Tecnologia, ciência e, principalmente, o humanismo peculiar ao médico, que permitiram toda essa fantástica evolução que experimentamos hoje.

#O Século dos cirurgiões

Já imaginou como era a vida do cirurgião na era pré-anestésica? O Século dos cirurgiões conta exatamente isto. O século XIX pode ser considerado o grande século para os cirurgiões. A medicina finalmente conheceu a cirurgia sem dor. Nesta obra para qualquer período da medicina você vera apendicectomias, retirada de litíases urinárias dolorosas, excruciantes para quem esta lendo. Paginas depois a "magia" analgésica e hipnótica do gás hilariante, eter, formol e tantas outras substâncias que permitiram "profanar" o corpo, sem sofrimento

#Por um fio

Do médico pop star e grande humanista Drauzio Varella. Neste livro podemos experimentar um pouco da memória como oncologista clínico do médico que possui a maior exposição aqui no Brasil. Literatura para degustar homeopaticamente. Drauzio Varella está em plena produção e já escreveu 14 livros, sendo o médico com maior produção literária que o Brasil atual já viu, sendo um dos médicos que mais produzem livros no Brasil. (Fomos corrigidos por nossos leitores que nos mostraram a produção literária de Augusto Cury, com 39 livros escritos)

#Médicos de Homens e de Almas

A Bíblia apresenta São Lucas como o médico de coração generoso, bem instruído e autor de um dos evangelhos e do Livro de Atos. Lendas antigas o descrevem como uma pessoa fora do comum, a quem são atribuídos milagres e prodígios antes mesmo de sua conversão ao cristianismo.

Em Médico de homens e de almas, Taylor Caldwell combina estas duas imagens de um dos mais importantes da igreja cristã primitiva, caracterizado pela constante preocupação com o sofrimento de enfermos, oprimidos e pobres. A autora pesquisou a vida e as obras de Lucas durante anos, e as descreve de forma romanceada num livro rico em detalhes históricos e de narrativa emocionante.

#The patient will see you now

O Cardiologista americano Eric Topol é um dos grandes nomes da atualidade quando o assunto é relação médico-paciente nos tempos da revolução da informação. Este é seu último livro, disponível apenas em inglês (tive que lê-lo no Kindle), e traz um novo significado para o nosso dia a dia como médicos que começa com a provocação do título. O paciente é novamente o centro de tudo e apenas com o entendimento disso os médicos ainda terão seus pacientes.

#The creative destruction of medicine

Escrito anos antes pelo Dr Topol, quando ainda era Chief Doctor como cardiologista intervencionista em Stanford "A destruição criativa da medicina" mostrou a revolução que empreendedores estavam causando na medicina. São inúmeras tecnologias solucionadas por pessoas que nunca foram médicos, mas apresentavam algum questionamento (e posterior solução ) sobre o assunto. Criatividade esta que ficou negada pelos nossos pares por muito tempo. Este livro foi um grande abridor de olhos pra mim. (De novo, apenas em inglês, no Kindle)

#A morte da medicina

O provocativo título tem tudo a ver com a desilusão que o autor sentiu ao entrar em contato com o infanticídio "em nome da ciência". Nesta obra do amigo e colaborador do Academia Médica Hélio Angotti Neto, podemos ver o como a ciência pode ser perigosa e destruidora. Pior ainda, podemos ver como conceitos inescrupulosos podem se camuflar em um conceito de ética ainda mais deturpado.

#Mortais. Nós, a Medicina e o que Realmente Importa no Final

Finalmente lançado no Brasil ( previsto para 5 de junho no site da Amazon), o Best Seller do médico Americano Atul Gawande mostra os nossos trunfos e ainda as persistentes perguntas que ainda não conseguimos responder com a medicina. Atul Gawande é cirurgião da Johns Hopikins e foi o mentor do programa "Safe Surgery Saves Lifes" da OMS e conseguiu reduzir em mais de 50% as taxas de infecção de ferida operatória nos hospitais onde foi corretamente implantado.

A medicina triunfou, transformou os perigos do parto, dos ferimentos e das doenças, antes atormentadores, em fatos controláveis. No entanto, no que diz respeito ao envelhecimento e à morte, o que ela faz muitas vezes se contrapõe ao que deveria fazer. Quando falam sobre a perspectiva da morte, médicos recorrem a falsas esperanças e a tratamentos que encurtam a vida em vez de trazer conforto. Por meio de uma pesquisa reveladora e de histórias comoventes, tanto de pacientes quanto da própria família, Gawande revela suas limitações. De maneira provocadora e honesta, Mortais reflete sobre o caminho que devemos percorrer para lidar sabiamente com nossa própria finitude. 

Siga as tags Procrastinação Médica e Prescrição Literária para mais assuntos como este. Estamos criando também um grupo chamado Clube do Livro e Cinema para que possamos discutir livros e filmes que podem abrir a nossa cabeça e expandir nossos horizontes. Fique a vontade para dar a sua contribuição postando o conteúdo que você ache que trará valor para seus pares!

 

 

Academia Médica
Fernando Carbonieri
Fernando Carbonieri Seguir

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Ler matéria completa
Indicados para você