{{ warning.message }} Ver detalhes
Emprego 4.0 - Mundo Executivo
[editar artigo]

Emprego 4.0 - Mundo Executivo

Você está preparado para o novo conceito de emprego? Já percebeu que as coisas mudaram e que você também precisa mudar?

Sim, já estamos em uma Nova Era, quando o assunto é emprego. Em épocas de crise, de desemprego, as empresas têm que buscar alternativas, precisam fazer mais com menos, enfrentam grandes desafios. Nenhum empresário ou executivo tem prazer em demitir. Estamos excluindo desta amostra aqueles seres desequilibrados ou mentalmente doentios. A verdade é que após encontrarem alternativas, se automatizarem, melhorarem processos, entre outras soluções, as empresas sobreviventes realmente aprendem a produzir com menos empregados.

Neste cenário, precisamos acompanhar as mudanças. Infelizmente ainda há aqueles que acreditam em uma carreira estável, preferencialmente onde a responsabilidade está apenas do lado do empregador. Estabilidade, garantias, segurança, aposentadoria, plano de carreira, empregabilidade. Acostume-se a viver em mundo profissional onde, cada vez mais, prevalece a insegurança e a necessidade de cada um responsabilizar-se por si próprio.

Tecnologia. Principalmente para os amigos da Saúde, vocês já conhecem os conceitos de Health 4.0? IoT, Big Data, Deep Learning, AI, Machine Learning, Smart Health, entre muitas outras inovações? Sabemos que muitas empresas estão ainda muito distantes da Saúde 4.0, mas não podemos deixar de acompanhar o desenvolvimento de todas essas fantásticas e irreversíveis boas novas.

Estamos na era do empreendedorismo. E empreender não significa necessariamente abrir uma empresa, criar um negócio. É preciso empreender a própria carreira. Empreender é inovar, é se destacar em meio a um cenário de altíssima competitividade. Não é isso que precisamos fazer em nossa trajetória profissional?

Criar oportunidades para si mesmo, fazer e agir diferentemente. Estamos vivendo mais, trabalhando mais e, portanto, passaremos mais tempo enfrentando os desafios de uma carreira profissional. Trabalharemos em mais empresas. Atualmente o ciclo de vida de um executivo em uma mesma empresa é de apenas 30 meses, em média. Se não tivermos conhecimento e consciência disso, enfrentaremos os sentimentos de frustração, de culpa e incapacidade. Ficaremos realizando comparações com o passado, de forma inútil e prejudicial.

Você será demitido mais vezes, e terá que superar esses desafios um número maior de vezes. Se está se perguntando qual a solução para tudo isso, junte-se ao time! Vivemos no mundo das incertezas, onde a necessidade de adaptação às mudanças impera. Parece que Charles Darwin estava certo, mas foi complementado por Osho, que disse “Não é uma questão de criar um mundo diferente, é apenas uma questão de criar um você diferente”.

Em termos mais práticos, perceba e acompanhe o mundo das startups, das redes profissionais, das redes colaborativas, das empresas de coworking e de inovação. Este universo já não é mais exclusivo aos jovens recém-formados. Há estudos mostrando que teremos uma enorme concentração de empreendedores com mais de 70 anos. Isso mesmo, 70 anos de idade! Não é nada para se espantar, pois mesmo sendo um assunto controverso, há quem afirme que já nasceu a pessoa que viverá mais de 150 anos.

A maior longevidade e a velocidade das inovações nos obrigam a buscar alternativas para o trabalho. Cada vez mais falaremos menos de emprego e mais de trabalho. Entre os estudantes já há resultados diferentes nas pesquisas que os questionam “o que você quer ser quando crescer”. Há poucos anos as respostas sempre apontavam para profissões como médicos, engenheiros, advogados, etc. Hoje já são bem diferentes, principalmente nos países mais desenvolvidos. A grande maioria já responde que buscam um propósito e que querem deixar legados positivos para a humanidade. Grande avanço, na minha opinião.

Há uma falsa percepção de que os jovens mudam de emprego por centavos de aumento salarial. Não é verdade. Eles se movimentam sempre que há ausência de verdade ou de propósito naquilo que estão fazendo, mesmo que tenham que ganhar menos por isso. Observem.

É neste sentido que o empreendedorismo, o desenvolvimento de novos negócios e a criação de novas empresas se apresentam. Nada mais adequado para criarmos propósito em nossas carreiras. Tudo isso é fácil? Certamente, não. Talvez por isso ainda sejam os jovens a liderar este novo mundo. Eles não buscam coisas fáceis, já nasceram em um mundo mais complexo e, talvez, mais interessante.

Tornemo-nos, então, jovens de 70 anos, agindo mais naturalmente em meio às mudanças e ao desconhecido. Para isso é preciso começar já, ou correremos o risco de envelhecermos antes dos 100 anos de idade.

André Villas Bôas

André Villas Bôas

Especialista em vendas, marketing, inovação e administração hospitalar. Foco no desenvolvimento de pessoas, na estruturação de novos negócios e em relacionamentos estratégicos. MBA pelo ITA e pela ESPM. Conselheiro de Administração pelo IBGC.

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Novo post

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha ACESSO ILIMITADO
aos conteúdos exlcusivos.

Entrar
Faça seu login agora e ganhe:

Acesso ilimitado aos conteúdos abertos;

Notificações das publicações relevantes para o seu perfil;

Newsletter com os principais artigos para você.