[ editar artigo]

10 sabedorias para ser um médico melhor

10 sabedorias para ser um médico melhor

A formação para se tornar médico dura toda a vida. Talvez os momentos mais difíceis sejam os anos da faculdade ou os da Residência Médica.

Diz-se da medicina, que ela é a ciência do já visto. Ou ainda, que não há um bom médico sem experiência. Muito se fala sobre o que transforma uma pessoa em um bom médico... Resolvi então ir a procura de algumas sabedorias a respeito.

Essas são as 10 sabedorias para ser um médico melhor:

1. Não espere até se dar conta que seus pacientes estão sem resolutividade para desenvolver suas habilidades de anamnese - comece agora! Entreviste a todos com toda profundidade e atrevimento. Um dos maiores fundamentos da medicina é a intimidade. Ache aquilo em você que faz o paciente ter prazer e abertura para contar sua história. Esteja em êxtase pelo dom de ter em troca a confiança, a intimidade e o segredo do outro.Você deve ver toda essa cumplicidade do paciente como estímulo, assim como ele vê em você, um amigo.

2. Enquanto você explora os maravilhosos mecanismos do corpo e da vida, deixe isso leva-lo em sonhos e curiosidades. Nunca se aborreça com o milagre da vida. Viva em admiração; Deixe isso tornar-se o foco de sua educação. Não nas suas notas, que não dizem nada sobre o tipo de médico que você será.

3. Não deixe o custo das universidades e dos cursos de pós graduação  parar você. É um privilégio estar poder invetir pesado na educação. Sobre os débitos do FIES ou de outras fontes de financiamento, quando você terminar, você terá condições de pagar seus empréstimos assim que possível. Se você for fazer residência, pague o suficiente enquanto seus ganhos ainda não são suficientes. Não deixe a dívida (perspectiva para pagamento de fies ao final do curso é de mais de 100 mil reais) te prender a uma prática repugnante. Criatividade e procura pelo melhor espaço são grandes aliados. Não se prenda a dívida. O apoio da comunidade e de familiares pode ser o caminho aqui.

4. Cultive a intimidade entre outros profissionais de saúde e professores que você respeita ( isso não quer dizer puxar saco, ninguém gosta de um puxa saco). Convide-os para um café. Estabeleça um diálogo constante. Pergunte se pode assisti-lo em sua prática. Atinja a mesma intimidade com cuidadores, enfermeiras e outros profissionais, assim como você o faz com seus colegas e pacientes. A ordem aqui é ser amigável, não importando aonde você vá na vida.

5. Por favor não esqueça dos seus grupos de apoio. Grupos de estudo, grupos de festa. Ache quem pense como você ou quem pense ao contrário de você. Isso com certeza irá, além de evitar o stress,  criar meios para uma melhor prática médica. Não deixe ninguém para trás.

6. Se envolva com a política da medicina desde o início. Faça parte do seu Centro Acadêmico, vá a congressos aos congressos que mais o interessar, leia as publicações do Conselho de Medicina de seu estado. Vá a reuniões e congressos de especialidade mais próximas ( para acadêmicos recomendamos os de saúde coletiva, os congressos da DENEM e os de educação médica como o COBEM), especialmente nos grandes, e fale com todos! Há riqueza em todos os lugares. Muitos podem estar pensando o mesmo que você. Nunca, porém, deixe-se levar pelo pensamento de massa. Desenvolver-se politicamente é achar uma linha de raciocínio própria e única (se possível). Isso amplia o diálogo e abre soluções.

7. Nutra suas fantasias sobre o que você espera da medicina. Seu diploma como médico é a liberdade de escolher exatamente o que quiser. Ser que profissional quiser ser. Você pode escolher a maneira que quer desenvolver suas atividades como médico. O único fator limitante aqui são seus medos e sua imaginação.

8. Foque na medicina como uma profissão de meios, e não de fins.  Medicina como produto é prejudicial a todos. As recompensas na medicina são ajudar a outros para o auto-conhecimento para uma melhor qualidade de vida. Ser empático e fornecer o conhecimento tem que ser o seu dom como médico. Entender o paciente e se fazer entender pelos seus pacientes são sua obrigação.

9. Tenha outros interesses. Tenha sempre em mente a frase de Abel Salazar:

"O Médico que só sabe de medicina, nem de medicina sabe"

Você não é um médico. Você é uma pessoa que estudou medicina. Você pode ter outros interesses que só vão acrescentar. Nutra todos os seus Hobbies. Procure uma maneira de integrá-los a medicina. Entrelace esses interesses na relação com seus pacientes. Esteja aberto a aprender coisas sobre ele ... você poderá amar seu consultório se agir dessa forma.

10. Finalmente, não sacrifique sua família pela sua carreira. O que você sabe sobre manter suas conexões familiares vibrantes funcionam muito bem com seus pacientes. Comemore e valorize aqueles que você ama, seus amigos, familiares, crianças e seus pais, e sinta-se muito bem por sentir isso de volta. Veja seus amigos como parte de sua família.

____________________________________________

Gostaria de acrescentar mais alguma? Comente abaixo e compartilhe com seus colegas!

Academia Médica
Academia Médica
Academia Médica Seguir

Página da redação do Academia Médica para noticiar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler matéria completa
Indicados para você