Boas práticas na publicidade médica
[editar artigo]

Boas práticas na publicidade médica

Boas práticas na publicidade médica

Não! A publicidade dos serviços médicos não é totalmente proibida ou mal vista. Há regras que merecem ser perseguidas para a boa prática comunicação médica. Elas foram editadas devido a necessidade de regulamentar  o tema e a crescente demanda presente no sistema de Conselhos de Medicina do país sobre o assunto.

Falar sobre publicidade médica é sempre complicado. Porém, no dia 15/06, discutimos o assunto com a médica Renata Velloso, que também é administradora e consultora de marketing da empresa Doctor on the Cloud sobre o assunto. Ela também é idealizadora do curso Marketing Digital para Médicos. Se você não viu o II AM Debate ao vivo, aproveite o fim de semana pra isso. Clique AQUI para acompanhar a gravação.

O presidente em exercício do CFM no momento da edição da resolução 1974/11 disse: É cada vez mais frequente a presença dos assuntos médicos na mídia. Despertam amplo interesse pelo fato de tocar diretamente nos momentos-chave da existência humana (nascimento e morte), buscando garantir que o transcurso entre esses dois extremos (a vida) seja cumprido com o máximo de bem-estar e qualidade. No entanto, essa atenção despertada – tão natural e legítima – merece zelo. A necessidade de informar o paciente e a sociedade sobre os avanços científicos e tecnológicos, bem como o direito de divulgar a habilitação e a capacitação para o trabalho, entre outros aspectos, não pode ultrapassar os limites éticos. Numa sociedade consumista, na qual valores, infelizmente, se diluem, a medicina deve atuar como guardiã de princípios e valores, impedindo que os excessos do sensacionalismo, da autopromoção e da mercantilização do ato médico comprometam a própria existência daqueles que dele dependem."

De fato comunicar adequadamente seus serviços mantém a homogeneidade para a competição profissional. São regras que uniformizam as práticas aceitas e frisam as transgressões passíveis de punição.  Certamente, há a necessidade de você médico conhecer o conteúdo desta cartilha, pois não é recomendado contratar qualquer serviço de marketing e publicidade sem a sabedoria dos parâmetros básicos da publicidade médica. Uma leitura de pouco mais de uma hora que ira empoderar sobre as melhores práticas de comunicação para você e seu consultório.

Baixe a Resolução e Cartilha sobre publicidade médica do CFM clicando AQUI ou no hotsite do CFM

 

Mais sobre o assunto no Academia Médica:

AM Debate - O que é Marketing e o que é publicidade para médicos?

6 razões para uma médico estar presente nas redes sociais

Fernando Carbonieri
Fernando Carbonieri Seguir

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você