[ editar artigo]

Auto diagnóstico: causas de insônia e fadiga

Auto diagnóstico: causas de insônia e fadiga

Auto diagnóstico: causas de insônia e fadiga

Não há profissão mais exigente que a medicina. Nossos amigos e colegas não médicos podem até discordar disso, porém este argumento é fato. A formação básica é a maior possível. No Brasil, para ser médico, são necessárias, aproximadamente 9.000 horas de faculdade. Para ser especialista então, cada ano de residência soma aproximadamente 3000 horas de trabalho.

Além disso trabalhamos muito. São raros os médicos que trabalham menos de 60 horas semanais.

Por esses motivos, a fadiga e stress crônico estão muito relacionados com nossa profissão. Logo abaixo trouxemos uma lista das possíveis causas da fadiga e insônia. Acompanhe

 

1 - Sono insuficiente.

Isso parece óbvio, porém você pode ter dormido menos do que o necessário. Isso pode afetar negativamente sua concentração e sua saúde. Adultos deveriam dormir entre sete e oito horas, todas as noites.

Corrija isso: Faça do sono uma prioridade e mantenha horários regulares. Retire laptops, celulares e aparelhos eletrônicos de seu quarto. Ainda está com problemas? Procure s ajuda com seu médico. Você pode ter um distúrbio do sono.

2 - Apneia do sono

Algumas pessoas pensam que estão dormindo o suficiente, entretanto, a apneia do sono fica no meio do caminho. A apneia do sono para sua respiração por uma fração de minuto, várias vezes durante a noite. A cada interrupção você acorda por um momento, mas você pode não estar consciente disso. O resultado: você tem privação de sono, mesmo gastando oito horas em sua cama.

Corrija isso: Perca peso, se você tem sobrepeso, pare de fumar e considere dormir usando um CPAP (Continuous Positive Airway Pressure) um dispositivo para ajudar a manter as vias aéreas abertas durante a noite.

3 - Não tem “combustível”  suficiente.

Comer pouco causa fadiga, comer alimentos errados, entretanto, também pode ser um problema. Ter uma dieta balanceada ajuda a manter os níveis de glicose sanguínea numa faixa normal e previne o “sentimento de lentidão” quando a glicose no sangue cai.

Corrija isso: Sempre tome seu café da manhã e tente incluir proteínas e carboidratos complexos em cada refeição. Por exemplo, coma ovos com torradas integrais. Também faça pequenos lanches para manter a energia.

4 - Anemia

Anemia é a causa mais frequente de fadiga em mulheres. A perda de sangue durante a menstruação pode causar deficiência de ferro, colocando as mulheres em risco. Os glóbulos vermelhos (ou eritrócitos) são necessários porque carregam o oxigênio para os tecidos e órgãos.

Corrija isso: Para anemia causada por deficiência de ferro (ou anemia ferropriva), tomar suplementos de ferro e comer alimentos ricos em ferro, como carne, fígado, mariscos, feijões, e cereais enriquecidos com ferro, pode ajudar.

5 - Depressão

Você pode pensar que anemia é uma desordem emocional, pode contribuir, entretanto, para muitos sintomas físicos também. Fadiga, dor de cabeça, e perda de apetite são os sintomas mais comuns. Se você está cansado e “para baixo” por mais do que algumas semanas, procure seu médico.

Corrija isso: Depressão responde bem a psicoterapia e/ou medicação.

6 - Hipotireoidismo

A tireoide é uma pequena glândula na base do pescoço. Os hormônios tireoidianos controlam seu metabolismo e a velocidade que seu corpo converte combustível em energia. Quando esta glândula está pouco ativa, ou inativa, as função do metabolismo ficam muito lentas, e você pode se sentir lento e ganhar peso.

Corrija isso: Se um exame de sangue confirmar que seus hormônios tireoidianos (T3 e T4) estão baixos, hormônios sintéticos podem te trazer de novo a velocidade.

7 - Excesso de cafeína.

Cafeína pode promover atenção e concentração em dose moderadas. O excesso de cafeína, entretanto, pode elevar os batimentos cardíacos, aumenta a pressão arterial, e agitação. Estudos recentes indicam que cafeína em excesso causa fadiga em algumas pessoas.

Corrija isso: Gradualmente reduza o café, chá chocolate, refrigerantes e medicamentos que contenham cafeína. Parar repentinamente pode causar abstinência e ainda mais fadiga.

8 - Infecção do Trato Urinário (ITU) escondida.

Se você já teve uma ITU, você provavelmente está familiarizado com a dor em queimação e com a sensação de urgência para urinar. A infecção, porém, nem sempre  aparece com os sintoma típicos. Em alguns casos, a fadiga pode ser o único sintoma. Um exame de urina pode confirmar uma ITU.

Corrija isso: Antibióticos são a cura para ITU’s, e a fadiga geralmente desaparece em uma semana.

9 - Diabetes

Em pessoas com diabetes, níveis anormais de glicose permanecem na corrente sanguínea ao invés de entrar nas células do corpo, onde a glicose é convertida em energia. O resultado é um corpo que fica sem energia, mesmo com a alimentação suficiente. Se você tem persistentes e inexplicadas fadigas, peça a seu médico fazer exames para diabetes.

Corrija isso: Tratamentos para diabetes incluem mudanças nos hábitos de vida, terapia com insulina, e medicações para ajudar o corpo a processar a glicose.

10 - Desidratação

Sua fadiga pode ser um sintoma de desidratação. Não interessa se você trabalha ao ar livre ou em um escritório, seu corpo precisa de água pra trabalhar bem e continuar resfriado. Se você está com sede, você já está desidratado.

Corrija isso: beba muita água durante o dia, então sua urina vai ficar amarelo-clara. Beba pelo menos dois copos de água uma hora antes de fazer exercícios físicos. Em seguida, tome durante o treino e depois beba mais dois copos.

11 - Cardiopatia

Quando a fadiga atrapalha as atividades do dia-a-dia, como limpar a casa ou casamentos ao ar livre, isso pode ser um sintoma de que seu coração não está  mais preparado para o trabalho. Se você perceber que está aumentando a dificuldade para terminar tarefas que eram fáceis antes, fale com seu médico sobre doenças cardíacas.

Corrija isso: Mudanças no estilo de vida, medicação, e procedimentos terapêuticos podem manter uma doença cardíaca sobre controle e restaurar sua energia.

12 - Distúrbio do sono relacionado ao trabalho.

Trabalhar a noite ou turnos rotativos podem perturbar seu relógio biológico. Você pode se sentir cansado quando precisa estar acordado. E você pode ter problemas pra durmir durante o dia.

Corrija isso: Limite sua exposição a luz do dia quando você precisa descansar. Fça seu quarto mais escuro, quieto e fresco. Você ainda tem problemas para dormir? Fale com seu médico. Suplementos e medicações podem ajudar.

13 - Alergias alimentares

Alguns médicos acreditam que alergias alimentares escondidas podem tornar você mais sonolento. Se sua fadiga se intensifica depois de comer, você pode ter uma intolerância parcial ao que está comendo – não o suficiente para causar coceira ou urticárias, mas o suficiente para fazer você ficar cansado.

Corrija isso: Tente retirar alimentos, um de cada vez, para observar se a fadiga diminui. Você também pode falar com seu médico sobre testes de alergia alimentar.

14 - Síndrome da fadiga crônica (CFS) e fibromialgia

Se sua fadiga dura pelo menos seis meses e é tão severa que você não consegue manejar suas atividades diárias, a Síndrome da Fadiga Crônica ou fibromialgia é uma possibilidade.

Corrija isso: Por enquanto, não existe uma solução rápida para CFS ou fibromialgia, pacientes são beneficiados mudando suas atividades diárias, aprendendo melhores hábitos para dormir, e começando um programa de exercícios físicos leves.

P.S.: Como corrigir rápido a fadiga leve?

Se você tem fadiga leve, e não está relacionada a nenhuma condição clinica, a solução pode ser exercícios físicos. Pesquisas sugerem que pessoas saudáveis, mas cansadas, tem um significativo ganho de energia (um boost) com um programa moderado de exercícios físicos. Em um estudo, participantes andaram numa bicicleta ergométrica por 20 minutos num ritmo moderado. Fazendo isso apenas três vezes na semana foi suficiente para combater a fadiga.

Fonte: http://forum.facmedicine.com

Academia Médica
Ler matéria completa
Indicados para você