{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Como manter-se atualizado na medicina
[editar artigo]

Como manter-se atualizado na medicina

Como manter-se atualizado na medicina

Muitos de nós, mesmo depois de concluir a faculdade ainda tem dificuldades em manter-se atualizados. Não sabemos onde procurar, quais são as revistas que são mais importantes para nossa área de atuação, quais informações são fidedignas e relevantes para nosso dia-a-dia como médicos.

Por esse motivo, e pela falta de conhecimento generalizada sobre metodologia científica, resolvemos mostrar algumas ferramentas que o ajudarão a manter-se informado. Publicado originalmente no Portal CTEA, este artigo gentilmente cedido pelo Dr. Edmar Stieven Filho pode ser um divisor de águas em sua vida profissional.

Como ler artigos – fontes secundárias

por Edmar Stieven Filho

Em revistas importantes, sabe-se que o índice de erros graves em artigos chega a 60%. O grande problema é como saber qual artigo ler na hora de estudarmos, ou ainda, saber se o artigo que lemos tem realmente tem uma metodologia aceitável ou se estamos desperdiçando tempo.

Outro membro deste grupo de destaque era Gordon Guyatt, que acabou fazendo amizade com o então editor do JAMA (Journal of the American Medical Association) aonde publicou uma série clássica sobre medicina baseada em evidência. Guyatt foi o criador do termo “medicina baseada em evidência” -- JAMA 1992 268(17): 2420-5. Os artigos desta série estão todos disponíveis gratuitamente no site do JAMA - http://jama.ama-assn.org/ . Outra opção é comprar o livro que ele publicou que tem um apanhado geral dos artigos publicados (Diretrizes para Utilização de Literatura Médica, Artmed 2006).

 

Portanto para saber se o que estamos lendo tem algum valor científico, temos que estudar estatística, epidemiologia e metodologia além de ter o conhecimento na área. Existem alguns livros que podem ajudar:

  • Diretrizes para Utilização de Literatura Médica, Gordon Guyatt, 2006
  • Como Ler Artigos Científicos, Trisha Greenhalgh, 2008
  • Ciência: da Filosofia à Publicação, Gilson L. Volpato, 2007
  • Bioestatística, Valter T. Motta; Mario B. Wagner, 2006
  • Delineando a Pesquisa Clínica: Uma Abordagem Epidemiológica, Hulley SW, 2008
  • Epidemiologia Clinica: Como Realizar Pesquisa Clinica Na Pratica, Sackett, David L., 2008

Até então tinha-se o conceito de que o médico para ler artigos teria que ter bases em bioestatística, metodologia científica e epidemiologia. Porém o número de profissionais com esta formação é muito pequeno, limitando-se a pós-graduandos e pessoas que publicam. Precisava-se de um novo sistema para manter os médicos atualizados com qualidade.

Uma forma prática de se manter atualizado, sem perder tempo lendo artigos com erros, é usar fontes secundárias.

Archie Cochrane

Fontes secundárias são base de dados de artigos que após publicados foram avaliados por experts, para verificar sua qualidade. Ou seja, ao invés de ir ate o site da PUBMED procurar uma perola negra, alguém já fez este trabalho para nós.

O grupo mais conhecido é a Fundação Cochrane do Reino Unido, que tem este nome em homenagem a Archie Cochrane, um defensor da informação de qualidade. É um grupo que se dedica a montar metanalises e revisões sistemáticas com os artigos de qualidade publicados.

 

Veja como funciona:

.

Links:

A fonte secundária de dados eleita a melhor pelos pós-graduandos dos Estados Unidos e também a minha preferida é o TRIP DATABASE.

Veja como funciona:

Outras fontes secundárias:

Journal Wacth – fonte secundária que comenta artigos importantes, foco em medicina interna. Serviço pago, porém pode ser acessado gratuitamente em universidades federais ou pelo acesso remoto para quem tem vínculo universitário.

Up to Date – serviço pago – livro de medicina interna que se compromete a fazer uma revisão a cada 6 meses. Ou seja a leitura tem no máximo 6 meses de defasagem.

*Edmar Stieven Filho é professor de Ortopedia da Universidade Federal do Paraná, Mestre em princípios da Cirurgia pela Faculdade Evangélica do Paraná e Doutorando em Clínica Cirúrgica da Universidade Federal do Paraná.  É Cirurgião de Joelho no Hospital VITA, com experiência na área de Ortopedia, atuando principalmente nos seguintes temas: Cirurgia do Joelho e Trauma do Esporte. É escritor e curador do Portal CTEA

Fernando Carbonieri

Fernando Carbonieri

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar