Consultório médico - pequenas mudanças que fazem toda a diferença.
[editar artigo]

Consultório médico - pequenas mudanças que fazem toda a diferença.

Consultório médico - pequenas mudanças que fazem toda a diferença.

O tomógrafo acima é do Hospital Jesus, no Rio de janeiro. Um bom exemplo de como ousar na arquitetura melhora a experiência tanto dos pacientes quanto dos profissionais que ali trabalham.

por *Marina Favero Pelagio

Ao pensar os vários ‘’costumes ‘’ e ‘’manias’’ que médicos tem em relação à arquitetura, pude trazer algumas possibilidades bem simples para melhorar o ambiente do consultório e, consequentemente, o  bem estar dos pacientes que ali aguardam por uma consulta.

Vamos iniciar por "Cores". Não sei por que cargas d´água médicos tem tanto medo de cores.

Ok, eu entendo que o branco transmite aquela sensação de higiene e limpeza necessária principalmente no meio em que trabalham, mas ao mesmo tempo passa uma sensação de frieza e imparcialidade.

Ninguém vai ao médico tomar um cafezinho, comer bolo e colocar o papo em dia. Vamos ao médico com algum problema, dúvida ou dor; então o melhor para essa situação é sentir-se aconchegado e confortável neste espaço que, por natureza, é carregado de dúvidas e inseguranças.

Podemos deixar o branco apenas nas salas de procedimentos, e olha lá... Na recepção e na sala de atendimento, no banheiro e nas demais dependências da clínica, podemos dar uma ousada, brincar com cores, texturas e objetos com personalidade. O ambiente em que trabalha deve mostrar a persona que o médico é no dia a dia. Sua missão e valores devem ser reconhecidos nos diversos detalhes de um consultório. Isso não serve apenas para agradar os pacientes, serve principalmente para o médico. Nada melhor do que trabalhar em um ambiente onde você se sinta bem.

Sobre os objetos e artes expostas, existem alguns cuidados.Vou citar um exemplo:

Esses dias estive em consulta com a minha ginecologista, e havia três quadros da Marilyn Monroe na sala de espera. Obviamente ela deve gostar muito dela. Entendo que a intenção seria levar uma presença forte, de uma mulher reconhecida por seu sucesso, às pacientes que ali aguardam, mas poderia variar um pouco mais. Uma sugestão seria colocar quadros de outras mulheres famosas e fortes como Princesa Diana, Jacqueline Kennedy, Brigitte Bardot (em seus tempos áureos), dando assim um sentido a eles, e, ao mesmo tempo, expressar seu gosto  sua personalidade no ambiente.

Não custa pensar com mais carinho no seu ambiente de trabalho. Colocar um cheirinho no lavado e algumas balas na recepção, são detalhes simples que dão um diferencial à sua clínica.

Lembre-se, seu lugar de trabalho é como sua casa. Lá, como em seu lar, você deve sempre sentir-se bem. Quando há uma visita, você arruma, aromatiza e prepara tudo com muita dedicação, mas continua sendo sua casa. Pense no paciente como um visitante. Assim como você deseja que suas visitas sintam-se em casa, faça seu paciente experimentar um ambiente mais aconchegante em seu consultório. Acredite em mim, isso somará em muito ao seu bom trabalho prestado como médico(a) e trará um grande diferencial para seus clientes.

Em breve venho com mais alguns conceitos e ações da arquitetura que podem fazer toda a diferença no trabalho dos médicos. Em caso de dúvidas ou sugestões, entre em contato pelo Facebook ou pelo email para marina@mfparquitetura.com.br

*Marina Favero Pelagio é arquiteta e proprietária do escritório MFP Arquitetura. Tem em seu portfólio projetos para diversas clínicas e médicos no Paraná e em Santa Catarina. Atualmente reside em Londrina - Pr - onde compartilha com médicos locais o seu knowhow sobre o assunto.

Você poderá gostar de:

Academia Médica
Academia Médica Seguir

Página da redação do Academia Médica para noticiar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você