[ editar artigo]

Dia Mundial em homenagem ao Terapeuta Ocupacional

Dia Mundial em homenagem ao Terapeuta Ocupacional

Hoje é comemorado o dia do Terapeuta Ocupacional e para comemorar essa data tão importante a Hellen Delchova Rabelo escreveu esse texto para nos mostrar a importância desses profissionais da saúde. O texto também pode ser encontrado no Instagram da autora: @hellendelchova.to. Confira abaixo sua contribuição.

A Terapia Ocupacional é a profissão da área da saúde centrada na ocupação humana e que, diferentemente do que o senso comum costuma dizer, não é para “ocupar o tempo”. O termo “ocupacional” vem da OCUPAÇÃO HUMANA, ou seja, o nosso fazer no dia a dia. O Terapeuta Ocupacional objetiva a reabilitação e a qualidade de vida da pessoa em todos os ciclos da vida, desde o recém-nascido até o idoso. Mas o que pode comprometer uma pessoa em suas atividades diárias? Limitações transitórias ou definitivas de natureza física, sensorial, cognitiva, psíquica ou social. Este profissional está apto para realizar treinos, adaptações e modificações no sentido de possibilitar o fazer diário da pessoa, independentemente de sua condição.

O Terapeuta Ocupacional avalia e reúne demandas e desejos do paciente sempre levando em consideração as atividades cotidianas que são significativas para ele, suas atividades de trabalho, lazer e demais papéis ocupacionais, objetivando o bem-estar da pessoa por meio de um desempenho funcional satisfatório em suas ocupações. Um ponto central na reabilitação terapêutica ocupacional é proporcionar a uma pessoa que tenha uma limitação temporária ou permanente possa ter uma vida funcional como fazer escolhas, tomar decisões e realizar atividades cotidianas, que são importantes para o seu bem-estar. Como exemplos práticos podemos destacar: fazer sua higiene pessoal, preparar um alimento, alimentar-se, vestir-se, cuidar dos filhos, dentre outras atividades que denominamos Atividades de Vida Diária – AVD’s. Nesse sentido, podemos ainda prescrever e confeccionar dispositivos que auxiliem nas funções tecnologia assistiva, adaptadores, órteses e outros.

Além da intervenção com o próprio paciente, o Terapeuta Ocupacional executa importante trabalho junto aos familiares e cuidadores, orientando, oferecendo escuta ativa e colaborando para o seu próprio processo diante do familiar em questão. O Terapeuta Ocupacional pode contribuir nos mais diversos cenários, tais como hospitais, centros de atenção psicossocial, atenção primária à saúde, centros de reabilitação, escolas, unidades prisionais, ambulatórios e outros. Em qualquer que seja o contexto, seu foco sempre será a funcionalidade do indivíduo e suas ocupações.

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você