[ editar artigo]

FDA autoriza dose adicional de vacina para indivíduos imunocomprometidos

FDA autoriza dose adicional de vacina para indivíduos imunocomprometidos

No último dia 12 de Agosto, o US Food and Drug Administration (FDA) alterou as autorizações de uso de emergência para as vacinas da Pfizer-BioNTech e da vacina Moderna para permitir o uso de uma dose adicional em certos indivíduos imunocomprometidos, especificamente, receptores de transplante de órgãos sólidos ou aqueles que são diagnosticados com doenças consideradas como tendo um nível equivalente de imunocomprometimento. 

“Os EUA entraram em mais uma onda da pandemia da COVID-19, e o FDA está especialmente ciente de que pessoas imunocomprometidas estão particularmente sob risco de doença grave. Após uma revisão completa dos dados disponíveis, o FDA determinou que este grupo pequeno e vulnerável pode se beneficiar de uma terceira dose das vacinas da Pfizer-BioNTech ou da Moderna", disse a Comissária em exercício da FDA, Janet Woodcock, MD" A ação de hoje permite aos médicos aumentar a imunidade em certos indivíduos imunocomprometidos que precisam de proteção extra contra a COVID-19. Como afirmamos anteriormente, outros indivíduos que estão totalmente vacinados estão adequadamente protegidos e não precisam de uma dose adicional da vacina COVID-19 neste momento. O FDA está ativamente envolvido em um processo rigoroso com base científica com nossos parceiros federais para considerar se uma dose adicional pode ser necessária no futuro. ”

Pessoas imunocomprometidas de maneira semelhante àquelas que foram submetidas a transplante de órgãos sólidos têm uma capacidade reduzida de combater infecções e outras doenças, e são especialmente vulneráveis ​​a infecções, incluindo a COVID-19. O FDA avaliou informações sobre o uso de uma terceira dose das vacinas Pfizer-BioNTech ou Moderna nesses indivíduos e determinou que a administração de terceiras doses da vacina pode aumentar a proteção nessa população. Esses pacientes devem ser aconselhados a manter precauções físicas para ajudar a prevenir a COVID-19. Além disso, contatos próximos de pessoas imunocomprometidas devem ser vacinados, conforme apropriado para seu estado de saúde, para fornecer maior proteção a seus entes queridos.

A vacina da Pfizer-BioNTech está atualmente autorizada para uso emergencial em indivíduos a partir de 12 anos, e a vacina da Moderna contra a COVID-19 está autorizada para uso emergencial em indivíduos maiores de 18 anos. Ambas as vacinas são administradas como uma série de duas injeções: a vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 é administrada com três semanas de intervalo, e a vacina Moderna COVID-19 é administrada com um mês de intervalo (Intervalo de vacinação nos EUA). As autorizações para essas vacinas foram alteradas para permitir que uma dose adicional, ou terceira, seja administrada pelo menos 28 dias após o regime de duas doses da mesma vacina para indivíduos com 18 anos de idade ou mais (idades 12 ou mais para a Pfizer -BioNTech) que foram submetidos a transplante de órgãos sólidos, ou que são diagnosticados com condições que são consideradas como tendo um nível equivalente de imunocomprometimento.

Em relação à essa nova decisão a Sociedade Americana de Doenças Infecciosas demonstrou apoio à decisão do FDA e do CDC de autorizar uma dose suplementar de vacina para pacientes imunocomprometidos. Esta autorização irá fornecer mais proteção para aqueles que correm o risco de contrair doenças graves por COVID-19.

Recomenda-se que indivíduos imunocomprometidos discutam as opções de tratamento com anticorpos monoclonais com seu médico, caso entrem em contato ou sejam expostos ao COVID-19. O FDA autorizou tratamentos de anticorpos monoclonais para uso de emergência durante esta emergência de saúde pública para pacientes adultos e pediátricos (com 12 anos ou mais pesando pelo menos 40 kg) com resultados positivos de teste viral direto de SARS-CoV-2, e que estão em alto risco de progredir para COVID-19 grave e / ou hospitalização.

 


Quer escrever?

Publique seu artigo na Academia Médica e faça parte de uma comunidade crescente de mais de 215 mil médicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais da saúde. Clique no botão "NOVO POST" no alto da página!


Referências

  1. Office of the Commissioner. Coronavirus (COVID-19) Update: FDA Authorizes Additional Vaccine Dose for Certain Immunocompromised Individuals [Internet]. U.S. Food and Drug Administration. 2021 [cited 2021 Aug 17]. Available from: https://www.fda.gov/news-events/press-announcements/coronavirus-covid-19-update-fda-authorizes-additional-vaccine-dose-certain-immunocompromised ‌
  2. Statement on FDA Authorization of Supplemental Vaccine Dose for Immunocompromised Patients [Internet]. Idsociety.org. 2021 [cited 2021 Aug 17]. Available from: https://www.idsociety.org/news--publications-new/articles/2021/statement-on-fda-authorization-of-supplemental-vaccine-dose-for-immunocompromised-patients/ ‌

Conteúdo elaborado por Diego Arthur Castro Cabral

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você