[ editar artigo]

Finanças para médicos: 3 medidas eficazes para sair das dívidas

Finanças para médicos: 3 medidas eficazes para sair das dívidas

Uma pesquisa feita com médicos de Brasília e publicada na revista Exame em agosto de 2017 mostrou que, apesar de ganharem entre 10 e 20 mil reais (alguns ganhavam até mais de 30 mil reais) mensais, apenas 31% dos médicos entrevistados não tinha dívidas. Dentre as causas de endividamento, o pagamento parcelado de bens, a falta de tempo e de conhecimento e o descontrole orçamentário foram as principais causas.

Em 2003 eu, já médico formado, com mestrado em Neurociências e tendo ganhado um bom dinheiro, passei por uma dificuldade financeira extremamente grave a ponto de não ter dinheiro para as compras de supermercados - isso depois de casado e com uma filha de seis anos. Tal como os colegas acima, eu sabia ganhar dinheiro, mas não sabia cuidar do dinheiro que eu ganhava. Naquela época eu precisei me reinventar e a primeira atitude foi sair das dívidas. Por isso preparei essa série sobre finanças para médicos e neste texto mostro as três medidas que me ajudaram a sair das dívidas e que, certamente, darão certo para você também!


1. Não compre o que você não precisa com o dinheiro que você não tem

A primeira medida foi deixar de pegar dinheiro emprestado (via cartão de crédito ou cheque especial, por exemplo) para comprar itens que eu não precisava. No momento que você compra algo que você não precisa com o dinheiro que você não tem, você paga juros e ainda compra quantidade menor de itens. Além disso, o prazer gerado pela compra logo costuma ser superado pelo estresse da dívida adquirida. É muito mais vantajoso juntar o dinheiro e pagar à vista por um bem, obtendo desconto na compra.

Adote essa atitude na compra de móveis para o apartamento, na compra de viagens e também na compra de carro.

Ao deixar de comprar o que eu não precisava com o dinheiro que eu não tinha, além de não ter que me endividar, o prazer da aquisição pôde ser usufruído plenamente, sem culpa e sem o estresse de ter uma dívida.

2. Troque uma dívida cara por uma mais barata

A segunda medida que adotei foi refinanciar dívidas de cartão de crédito e do cheque especial. Os juros dessas dívidas costumam ser altos e aumentam muito o montante final a ser pago. Ao refinanciar as dívidas, inclusive procurando instituições financeiras que cobram juros mais baixos, como as cooperativas de crédito, o juros puderam ser reduzidos e, consequentemente, as parcelas também. Isso tornou mais fácil o pagamento.

3. Torne-se um investidor e faça seu dinheiro trabalhar para você

Deixe de pagar juros e passe a receber juros. É isso que os investimentos farão com a sua vida, tal como fizeram com a minha. No momento em que você cria e remunera uma carteira de ativos, você passará a receber juros periodicamente. O esforço de quitar as dívidas e investir vale muito a pena pois te dará mais ânimo para buscar a independência financeira. Com o crescimento da sua carteira, o efeito dos juros compostos fará com que o fluxo de caixa seja cada vez maior até o ponto em que o rendimento dela será suficiente para pagar as suas contas.

Sair das dívidas é uma medida imprescindível para que você quebre o círculo vicioso de trabalhar para enriquecer os outros e passe a trabalhar para seu próprio enriquecimento.

Cansado de dar plantão e não ver sua suas finanças melhorarem?

A Academia Médica e a Saúde+Ação montaram uma semana incrível sobre finanças para médicos. Fique por dentro dos posts de 19 a 24 de Novembro. Nós médicos aqui do Brasil ainda ganhamos bem, mas nos falta planejamento para fazer o dinheiro trabalhar para nós.


A Black Week do meu curso Enriquecer faz bem à Saúde está no ar. Compre agora e economize 1000,00 reais na matrícula para a última turma do ano!

 

Academia Médica
Francinaldo Gomes
Francinaldo Gomes Seguir

Neurocirurgião. Mestre em Neurociências. MBA em Finanças e Gestão de Investimentos (FGV). Educador e Consultor Financeiro. Autor de livros e artigos sobre finanças e gestão. CEO da Saúde + Ação Educação e Consultoria Ltda. Visionário e Filantropo.

Ler matéria completa
Indicados para você