[ editar artigo]

FIStalk: O que a faculdade de medicina deixou de ensinar?

FIStalk: O que a faculdade de medicina deixou de ensinar?

Hoje aconteceu um bate-papo muito interessante entre o Fernando Carbonieri e o Walmoli Genger Jr., diretor vertical de saúde da ACATE e diretor executivo da Brasilrad, no FIStalks, no canal do Youtube da Iniciativa FIS.

O tema central dessa conversa rica e produtiva foi "A qualidade do serviço de saúde vai piorar muito antes de melhorar", assunto que iniciou gerando uma discussão a cerca do papel da faculdade de medicina na formação do médico mais humano e que pense no outro, não apenas os conhecimentos voltados aos saberes relacionados à saúde e doença.

Segundo Carbonieri, a base da medicina está nos livros, mas a medicina é uma profissão de verdades transitórias que se modificam de acordo com o entendimento que temos diante dos novos processos e tecnologias e é um processo em constante evolução e inovação, e basicamente tudo que é ensinado na faculdade de medicina são ensinamentos que valem para 20 anos atrás. Então, mesmo os livros mais completos, em sua última edição, o conteúdo é defasado e os professores acompanham essa defasagem, da maneira que foram ensinados eles ensinam. A base é extremamente importante, mas é impossível inovar sem que essa base seja forte e robusta e os estudantes de medicina estão saindo com cada vez menos experiência da faculdade. 

O nosso propósito é contar o que a faculdade esqueceu de falar, então assista ao vídeo abaixo e entenda o caminho que a Academia Médica tem percorrido e entenda como você pode contribuir com a comunidade, dividindo conhecimento.

 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você