{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
iPhone 6 e iWatch para médicos
[editar artigo]

iPhone 6 e iWatch para médicos

iPhone 6 e iWatch para médicos

Dia 09/09 foi marcado pelo evento da apple que trouxe ao mundo algumas das configurações do iPhone 6 e do novíssimo iWatch. Esse é o novo salto que a apple dá, finalmente integrando seu poderoso aplicativo Health Kit, que em alguns meses deve ser o aplicativo de saúde mais usado na história.

Você não terá que prescrever seu uso, pois ele já estará implantado no celular de seu paciente ( e provavelmente ele não saberá disso). Esta é a grande sacada.

Entretanto, o Health app não se importa se o paciente não o alimenta de dados se o paciente também possuir o tão esparado iWatch. Já sabemos de alguns benefícios dos wearable devices, que consegue fornecer dados aos programas mobile de forma passiva. Alguns milhões destes aparelhos já foram vendidos, como o Jawbone e o FitBit, que abriram o caminho.

O iWatch será o link necessário para o Health app para coletar os dados em larga escala. O iWatch poderá:

  • Medir seus batimentos cardíacos e assim entender a intensidade de seus exercícios físicos. A captação ocorrerá com um sensor de LED e a análise de dados ocorrera com os aplicativos Fitness e Workout. O relogio irá promover bons hábitos de saúde, impulsionando o usuário a deixar de ser sedentário.
  • Integrar os dados com o aplicativo do iPhone proporcionará a análise de dados estruturada, com a qual o médico poderá trabalhar. Dessa forma poderemos enxergar o dia-a-dia de nossos pacientes de uma forma real, já que o relógio o acompanhará 24/7
  • Acompanhar seu sono. Da mesma forma que ele lê sua atividade física ele consegue ler o seu descanso, trazendo informações estruturadas sobre seus hábitos noturnos. Imagine os benefícios disso. Na minha opinião, os exames de polissonografia serão muito melhor indicados.
  • Integração futura com os prontuário médicos eletrônicos. Dessa forma, com a autorização dos pacientes, você terá dados muito melhores e mais "amigáveis" sobre a vida do paciente fora do consultório.
  • Screenshot-2014-09-09-14.08.11-580x285

    Com duas versões grandes (4.7'' e 5.5'') o iPhone 6 será mais amigável ao médico pois o tamanho da tela permitirá uma melhor leitura dos dados que serão compartilhados em seu celular.

    Além desses motivos, a confiança que a classe médica tem nos dispositivos produzidos pela apple permitirá uma troca recorde de gadgets. O site da forbes trouxe no dia 12/09 a prospecção de que 1/3 dos médicos americanos irão trocar seus smartdevices para o iPhone 6 em apenas 6 semanas.

    Em um acompanhamento com mais de 300 mil médicos americanos, com média etária de 45 anos, foi visualizado que mais de 85% utilizam iphone. A troca rápida pela nova geração de iPhone já foi observada no lançamento do iPhone 5, que entre médicos foi 4x mais rápido do que o restante da população em geral.

    News Doctor iPhone Usage

    De maneira geral, médicos adoram seus iPhones simplesmente porque conseguem resolver seus problemas pessoais e profissionais sem demandar muito tempo de aprendizado para os aplicativos do Gadget. Essa habilidade de adotar instantaneamente reflete o faturamento do médico e a necessidade de estar acessível em qualquer ambiente.

    São inúmeras as evoluções que o iPhone 6 e o iWatch trarão. A principal delas, na nossa opinião é a melhora na qualidade da conversa entre médicos e pacientes, que poderão voltar a construir escolhas mais saudáveis para o paciente, baseado numa relação médico-paciente tecnológica que, em tese, relembra os tempos áureos da propedêutica e semiologia médicas.

    Para matar a sua curiosidade, confira o Hands-on a seguir.

    Fernando Carbonieri

    Fernando Carbonieri

    Fundador da comunidade Academia Médica, que desde 2012 tem o intuito de expandir os horizontes falando o que a faculdade esqueceu de nos contar.

    Fique informado sobre as novidades da comunidade
    Cadastre-se aqui
    Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
    Nova publicação

    Artigos relacionados

    Continue lendo!

    Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
    aos conteúdos exclusivos.

    Entrar