{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Medicina Resumida - Como assegurar a medida da pressão arterial e a sua importância
[editar artigo]

Medicina Resumida - Como assegurar a medida da pressão arterial e a sua importância

Como assegurar a medida da pressão arterial e a sua importância

A hipertensão arterial sistêmica (HAS), popularmente conhecida como pressão alta, é uma doença traiçoeira por ser silenciosa e democrática. Uma leve cefaleia e talvez uma tontura são uns dos poucos sintomas que podem se manifestar em adultos, crianças, idosos, homens e mulheres. Esse quadro simples e genérico não é suficiente para incomodar o paciente, mas não pode passar despercebido pelo profissional de saúde que está prestando assistência e tem acesso a história clínica. Sedentarismo, etilismo, tabagismo, obesidade, dieta e sono inadequados... São todas pistas que gritam para que a pressão arterial (PA) seja avaliada cuidadosamente. E nesse momento surge uma questão: você sabe como reduzir ao máximo as interferências na aferição indireta?

Um estudo de 2010 analisou que “Inquéritos populacionais em cidades brasileiras nos últimos vinte anos apontaram uma prevalência de HAS acima de 30%. Considerando-se valores de PA > 140/90 mmHg, 22 estudos encontraram prevalências entre 22,3% e 43,9%, (média de 32,5%), com mais de 50% entre 60 e 69 anos e 75 % acima de 70 anos.”.1 Se adicionarmos a esses dados a elevação progressiva do risco de mortalidade por doença cardiovascular resultado do aumento da PA, pode-se inferir a importância da doença no nosso país em que a doenças cardiovasculares são a principal causa de morte. Então não vejo como esse tema não ser explorado intensivamente na formação acadêmica de um profissional de saúde que irá sair da universidade para enfrentar essa realidade.

Entretanto, essa mesma realidade acompanha um descaso com a saúde pública, na qual um profissional rotineiramente precisa realizar o trabalho de vários para dar conta das enormes filas, não se permitido um exame físico demorado e detalhado. E por esse motivo surge a máxima de “na prática a teoria é outra”. Contudo, saber a semiotécnica apropriada e as recomendações para aferição da pressão arterial permite ao profissional lançar mão do melhor para o paciente que for possível no momento. São pequenas ações que já elevam a qualidade do exame. E se você ainda é acadêmico, o tempo estará ao seu favor durante o exame e, portanto, não há justificativas para não realizar da forma mais completa possível.

Então, para fechar os sinais vitais convido-o a assistir o vídeo novo sobre pressão arterial. Nele estudaremos o método auscultatório, com as suas recomendações principais e com o auxílio do método palpatório. Além disso, exploraremos os Sons de Korotkoff para quem tem problemas em identificar as fases. Espero que gostem!

#MR SEMIOLOGIA - PRESSÃO ARTERIAL

Para quem quiser aprofundar mais segue dois links importantes. Um para as Diretrizes Brasileiras de Hipertensão e outro com atualizações sobre a pressão arterial:

Diretrizes: http://publicacoes.cardiol.br/consenso/2010/Diretriz_hipertensao_associados.pdf

Atualização: http://jama.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=1791497

Uma ótima semana a todos. Críticas e sugestões são sempre bem vindas. E até o próximo fim de semana com um vídeo novo no Medicina Resumida e bons estudos!

Academia Médica

Academia Médica

Página da redação do Academia Médica para noticiar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar