[ editar artigo]

O que faz um médico retornar à Universidade para cursar...Filosofia?

O que faz um médico retornar à Universidade para cursar...Filosofia?


Um colega médico me perguntou o que Medicina e Filosofia têm em comum, intrigado com a minha dupla formação acadêmica. Disse-lhe que:

Embora o denominado “método científico” tenha separado essas duas disciplinas, defendo que a Filosofia possa responder questões humanas importantes que fazem parte da rotina de um médico, tais como o sofrimento e a subjetividade dos nossos pacientes, sua morte, suas dores, sua dignidade e autonomia, e tantos outros princípios e questões com os quais convivemos e aos quais nos acostumamos ao longo dos anos, sem nem ao menos nos darmos conta de cada um deles.

Se pensarmos que a finalidade da Medicina e seu objeto de estudo permanecem sendo o doente em si, nada mais necessário do que tentarmos diminuir a distância entre ela e a Filosofia. 

Além disso, questões éticas atualíssimas envolvendo a ciência, e também a nossa profissão, podem ser muito mais questões filosóficas do que científicas propriamente ditas.

Assim, respondo ao meu colega de profissão: “sendo eu capaz de refletir sobre uma com base na outra, acho, então, que tornei-me uma médica melhor após a Universidade.

 


Quer escrever na Academia Médica?

Publique seu artigo na Academia Médica e faça parte de uma comunidade crescente de mais de 190 mil médicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais da saúde. Clique no botão "NOVO POST" no alto da página!


 

Academia Médica
Renata Rodrigues
Renata Rodrigues Seguir

Médica (Clínica Médica e Endocrinologia). Capacitação em Geriatria pelo Hospital Sírio-Libanês de SP. Graduada em Filosofia pela USP. Interesse por Bioética, literatura e artes.

Ler conteúdo completo
Indicados para você