[ editar artigo]

Orientações sobre viagem para o público em geral em tempos de covid-19

Orientações sobre viagem para o público em geral em tempos de covid-19

O texto a seguir foi retirado e adaptado de um conjunto de perguntas e respostas que a Organização Mundial da Saúde (OMS) elaborou para orientar todas as pessoas que viajarão durante o período de pandemia.

As orientações foram elaboradas para viagens internacionais que ocorram em aviões, mas podem ser adaptadas para viagens locais. Você pode conferir o post original clicando nesse link.

Reforçamos que a realização de viagens devem ser planejadas em casos de extrema necessidade, principalmente se você parte (ou chega) em um lugar onde a transmissão comunitária ocorre em larga escala. Confira as perguntas e respostas:

Quais cuidados devo tomar durante a viagem?

Durante a viagem, todos devem limpar as mãos com frequência, tossir ou espirrar em um cotovelo ou lenço dobrado e tentar manter uma distância física de no mínimo um metro dos outros. Os viajantes devem seguir as recomendações das autoridades de viagens em relação às políticas do aeroporto e da companhia aérea para o voo.

Quem não deve viajar?

Pessoas com diagnóstico confirmado de COVID-19 ou contatos próximos de casos positivos, devem ficar isoladas e não viajar. Pessoas com mais de 60 anos, portadores de doenças crônicas graves ou qualquer comorbidade devem tentar adiar a viagem ou tomar precauções especiais. Verifique no país de destino as políticas sobre o tipo de viagem turística permitida.

O que significa “viagem essencial”?

Viagem essencial é uma viagem para emergências e ações humanitárias (incluindo voos médicos de emergência e evacuação médica). Inclui pessoal essencial (incluindo equipes de emergência e provedores de suporte técnico de saúde pública, pessoal crítico no setor de transporte, como marítimos e oficiais diplomáticos) e repatriação para um país de origem.

Se eu me sentir bem, mas estiver na categoria de alto risco, devo viajar?

Pessoas no grupo de risco devem adiar ou postergar viagens para áreas com transmissão comunitária da COVID-19. Se você tiver que viajar, deve usar máscara cirúrgica. Você deve higienizar as mãos com frequência, tossir ou espirrar em um cotovelo ou lenço de papel dobrado e manter uma distância física de no mínimo 1 metro de outras pessoas, sempre que possível.

Como a filtração do ar pode reduzir o risco de contrair COVID-19 em aviões?

Alguns aviões têm sistemas de filtragem do ar da cabine equipados com filtros HEPA que podem remover vírus e germes rapidamente, minimizando a duração da exposição a qualquer material infeccioso produzido por tosse ou espirro.

O sistema de ar da cabine é projetado para operar de forma mais eficiente, fornecendo aproximadamente 50% do ar externo e 50% do ar recirculado filtrado. O suprimento de ar é essencialmente estéril e livre de partículas.

No entanto, a ventilação adequada é apenas uma das medidas preventivas para reduzir o risco de transmissão de COVID-19. Outras medidas importantes incluem manter distância física de pelo menos 1 metro sempre que possível, higiene das mãos frequente e uso de máscara. Os passageiros devem consultar a companhia aérea e as diretrizes nacionais ou locais sobre quando e onde usar máscara durante o voo.

Que tipo de máscara devo usar?

Se o tipo de máscara não for especificado pela empresa, as pessoas do grupo de risco devem usar máscara cirúrgica durante a viagem. Isso fornece maior proteção contra outras pessoas que possam ter o vírus. Pessoas fora do grupo de risco, que se sentem saudáveis e não apresentam sintomas podem usar uma máscara de tecido para evitar possível transmissão para outras pessoas.

Devo obter um certificado de imunidade antes de viajar?

O uso de “certificados de imunidade” para viagens internacionais no contexto da COVID-19 não é baseado por evidências científicas e, portanto, não é recomendado pela OMS. Mais evidências são necessárias para entender a eficácia dos testes rápidos de anticorpos contra SARS-CoV-2. Para obter mais informações, consulte o resumo científico da OMS “Passaportes de imunidade” no contexto do COVID-19, que será atualizado à medida que novas evidências forem disponibilizadas.

Além das considerações científicas, existem aspectos éticos, legais e de direitos humanos relacionados à privacidade de dados pessoais, sigilo médico, risco potencial de falsificação ou envolvimento em comportamento de risco, estigma e discriminação.

Posso ser testado ao sair ou chegar ao meu destino?

A triagem de entrada e saída inclui medidas como verificação de temperatura e de sinais e sintomas (febre acima de 38 ° C, tosse). Pode ser solicitado que você preencha um formulário informando as autoridades de saúde sobre sua possível exposição a casos nas últimas duas semanas. Viajantes sintomáticos e contatos próximos serão solicitados a fazer um exame médico e ser testados para COVID-19.

O que devo fazer se ficar doente durante uma viagem?

Se você ficar doente durante a viagem, informe o seu acompanhante. Você será movido para um assento mais distante dos outros. Procure atendimento imediatamente. Use máscara continuamente durante a viagem, limpe frequentemente as mãos, cubra a boca durante a tosse ou espirro. mantenha pelo menos 1 metro de distância de outras pessoas. Você deve parar de viajar assim que possível.

O que acontece se eu tiver sintomas ao chegar em meu destino?

Se você tiver algum sintoma ou tiver entrado em contato com pessoas que têm COVID-19, pode ser necessário fazer um exame e o teste para a COVID-19. Mesmo que seu teste não seja positivo, você deve receber um número de telefone de emergência para ligar caso os sintomas apareçam mais tarde.

O que devo fazer depois de chegar ao meu destino?

Os viajantes devem se automonitorar quanto a quaisquer sintomas por 14 dias após a chegada. Relate quaisquer sintomas e seu histórico de viagens às unidades de saúde locais e siga os protocolos nacionais. Se for confirmado que você tem COVID-19, você será colocado em isolamento em uma unidade de saúde ou em auto-isolamento em casa, dependendo das políticas do país, e será solicitado a fornecer uma lista de seus contatos nos últimos 14 dias. Seus contatos serão colocados em quarentena.

 

Curtiu? Comenta o que você acha que faltou adicionar nesta pequena lista de perguntas e respostas.

 


Quer escrever na Academia Médica?

Publique seu artigo na Academia Médica e faça parte de uma comunidade crescente de mais de 190 mil médicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais da saúde. Clique no botão "NOVO POST" no alto da página!


 

Referências

  1. Q&A: COVID-19 Travel Advice for General Public. https://www.who.int/news-room/q-a-detail/travel-q-a-for-general-public. Acessado em 12 de agosto de 2020.

  2. https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/331866/WHO-2019-nCoV-Sci_Brief-Immunity_passport-2020.1-eng.pdf?sequence=1&isAllowed=y

  3. “Immunity Passports” in the Context of COVID-19. https://www.who.int/news-room/commentaries/detail/immunity-passports-in-the-context-of-covid-19. Acessado 12 de agosto de 2020.

 

Tradução livre e adaptação elaborada por Diego Arthur Castro Cabral

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você