Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Pesquisa em Microbioma: Como Isso Pode Salvar Milhões de Crianças

Pesquisa em Microbioma: Como Isso Pode Salvar Milhões de Crianças
Academia Médica
jan. 12 - 3 min de leitura
000

Um artigo publicado na revista Nature em 08 de janeiro de 2024,  evidencia uma disparidade na pesquisa do microbioma humano:  Mais de 70% das pesquisas sobre o microbioma humano publicadas são provenientes da Europa e da América do Norte, regiões que representam menos de 15% da população global. Este contraste torna-se ainda mais pronunciado no estudo do microbioma intestinal de crianças menores de quatro anos, com a maioria dos dados de alta resolução sendo coletados nesses países desenvolvidos.

Na figura a seguir é possível observar a disparidade na origem dos metagenomas intestinais de alta resolução de crianças menores de quatro anos disponíveis publicamente, onde a maioria provém da América do Norte e Europa, representando uma porcentagem limitada de fora dessas regiões:

Fonte:  H. P. Browne et al.; data from NCBI/MGnify - Nature

✅ Importância do Microbioma para a Saúde Infantil:

A publicação sublinha a relevância crucial do microbioma intestinal no desenvolvimento saudável das crianças. A perturbação dessa comunidade microbiana pode levar a condições graves de saúde, como desnutrição e atrofia.

✅ Prioridades Atuais de Pesquisa:

Nos países desenvolvidos, o foco predominante tem sido doenças prevalentes nesses locais, como distúrbios metabólicos e câncer. Por outro lado, problemas graves em países de baixa e média renda, como desnutrição e infecções, recebem menos atenção.

✅ Urgência em Ampliar a Pesquisa:

Há uma necessidade crítica de expandir a coleta de dados do microbioma para incluir uma variedade mais ampla de populações, com ênfase especial em regiões menos desenvolvidas. Um workshop internacional, patrocinado pela Wellcome Connecting Science e pela Fundação Bill & Melinda Gates, enfatizou a importância dessa expansão, destacando a colaboração internacional e o desenvolvimento de infraestrutura local.

✅ Desafios e Estratégias Propostas:

Pesquisadores em países de baixa e média renda enfrentam desafios como a falta de infraestrutura, recursos computacionais limitados e carência de treinamento especializado. Soluções propostas incluem o estabelecimento de centros regionais de excelência em microbioma, desenvolvimento de coleções de culturas microbianas e incentivo a colaborações internacionais de longa duração.

Incluir países menos desenvolvidos em estudos de microbioma não só beneficiará a saúde infantil nessas regiões, mas também contribuirá para o avanço do conhecimento científico, promovendo melhores resultados de saúde a longo prazo para todos.
A necessidade de uma abordagem mais inclusiva e diversificada em pesquisas de microbioma é fundamental para impactar significativamente a saúde global, especialmente entre as populações infantis mais vulneráveis.


Referência: 

Browne, H. P., Iqbal, N. T., Osman, M., Tigoi, C., Lawley, T. D., Gordon, J. I., Ahmed, T., & Kariuki, S. (2024, January 8). Boosting microbiome science worldwide could save millions of children’s lives. Nature. Retrieved from https://www.nature.com/articles/d41586-024-00017-8



Estar atualizado sobre as últimas descobertas e inovações nas ciências médicas faz sentido pra você? Se sim, inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos diretamente em sua caixa de e-mail!




Denunciar publicação
    000

    Indicados para você