[ editar artigo]

Resolução da Associação Médica Mundial sobre a profissão médica e a covid-19

Resolução da Associação Médica Mundial sobre a profissão médica e a covid-19

Adotada pela 71ª Assembleia Geral da World Medical Association (WMA) (online), Cordoba, Espanha, outubro 2020

PREÂMBULO

A atual pandemia da COVID-19 está causando um dos maiores desafios que os profissionais de saúde já enfrentaram nas últimas décadas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a COVID-19 expôs os profissionais de saúde e seu ambiente social e familiar a níveis de risco sem precedentes. Embora não seja representativo, os dados de muitos países em todas as regiões indicam que o número de infecções pelo vírus SARS CoV-2 entre os profissionais de saúde atingiu números alarmantes para qualquer sistema de saúde.

O risco constante de infecção e, em muitos casos, a falta de recursos materiais e humanos adequados, o elevado número de infectados, a morbimortalidade dos médicos e a falta de políticas de recursos humanos estão causando desgaste físico e emocional nos profissionais de saúde. Além disso, milhares de médicos estão perdendo suas vidas praticando sua profissão e cumprindo seus deveres éticos, um número que está aumentando à medida que a pandemia avança na maioria dos países.

Como resultado desta situação global, a WMA ofereceu seu apoio à carta aberta da Aliança Mundial de Profissões de Saúde que pede uma ação imediata do G20 para garantir equipamentos de proteção pessoal para profissionais de saúde datada de 9 de abril de 2020, e denunciou-a através de seu Chamado Urgente para governos para apoiar a equipe de saúde na batalha contra a Covid-19 em 2 de abril de 2020.

As consequências derivadas que a pandemia causará nas esferas política, econômica e social em todos os países devem ser adicionadas a esta situação. Tudo isso piorará a saúde da população global e exigirá esforço e comprometimento da classe médica, de suas Associações Médicas Nacionais e da WMA.

RECOMENDAÇÕES

A WMA quer reconhecer a luta da profissão médica contra a pandemia por meio desta Resolução Urgente e defende:

  1. Fornecimento suficiente de equipamentos e material de proteção individual (EPI) aos profissionais de saúde, o que possibilita o atendimento à saúde e garante a disponibilidade desse material em situação de possíveis surtos da doença.
  2. Estimular os governos a adotarem uma abordagem multilateral e coordenada em uma escala global da crise para promover a igualdade nas intervenções, acesso aos serviços de saúde, tratamentos e futuras vacinas.
  3. Fornecer financiamento suficiente aos sistemas de saúde para que possam enfrentar os custos da pandemia e garantir saúde acessível e de qualidade.
  4. As Associações Médicas Nacionais e a WMA encorajam uma participação ativa no planejamento e gestão de todas as fases da resposta à epidemia.
  5. Reconheça que a infecção pelo SARS CoV-2 seja reconhecida como uma doença ocupacional e que a profissão médica seja declarada uma “profissão em risco”. Da mesma forma, solicitamos que cuidar dos profissionais de saúde seja uma prioridade, especialmente no campo da saúde mental.
  6. Lutar contra a violência direcionada aos médicos e contra qualquer sinal de sua estigmatização, promovendo a tolerância zero à violência em ambientes de saúde.
  7. Apoio à profissão médica que continua a honrar seu compromisso com a ciência e os pacientes. Porque o profissionalismo médico atual é uma das poucas e últimas defesas que os pacientes gravemente enfermos, excluídos e indefesos têm para manter um mínimo de saúde, qualidade de vida e dignidade humana.
  8. Exortar os governos a incluírem o fortalecimento e resiliência do sistema de saúde como parte dos planos nacionais de recuperação da COVID-19.

 


Quer escrever?

Publique seu artigo na Academia Médica e faça parte de uma comunidade crescente de mais de 215 mil médicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais da saúde. Clique no botão "NOVO POST" no alto da página!


 

A declaração original pode ser acessada no site da World Medical Association ao clicar neste link. Tradução livre realizada por Diego Arthur Castro Cabral.

 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você