Aplicativo Alpha Beat Cancer é premiado pela ONU, em Viena
[ editar artigo]

Aplicativo Alpha Beat Cancer é premiado pela ONU, em Viena

O câncer infantil é um jogo com diversos players e de difícil vitória. A jornada do paciente, dos familiares e da equipe que cuida do pequeno é dura e merece um entendimento claro por todos. Com isso em mente, as empresas BEABA, MKT Virtual e MUKUTU se uniram para desenvolver o aplicativo educativo Alpha Beat Cancer. O jogo acaba de ser premiado em evento da ONU, em Viena.

Criado por pacientes, profissionais da saúde e desenvolvedores para orientar crianças sobre o câncer, Alpha Beat Cancer foi vencedor em três categorias no World Summit Awards 2018 - premiação que promove a inovação digital local com impacto na melhoria da sociedade. 

Essa conquista também é resultado da dedicação de Simone Mozzilli, presidente e fundadora da Beaba, que desde cedo gostava levar de alegria às pessoas em creches, asilos, bancos de sangue, casas de apoio e hospitais. Após receber o diagnóstico de câncer e passar pelo tratamento, Simone uniu-se a um grupo de pacientes e profissionais da saúde e fundou o Instituto Beaba, com a missão de desmistificar o câncer.

Ao mostrar para as crianças o ambiente oncológico e informar de maneira clara e otimista sobre a doença e o tratamento, o Alpha Beat Cancer reúne mais de 20 jogos que tornam o conhecimento sobre o câncer uma possibilidade de diversão, seja com a interação para ajudar enfermeiros no tratamento ou até realizando exames e biópsias.

O aprendizado não se restringe apenas aos pequenos, adultos também encontram no App uma forma lúdica de obter informações sobre o câncer, mostrando que, mesmo diante de um tratamento agressivo e doloroso, é possível fazer com que pacientes e familiares sintam-se um pouco mais confortáveis.

O App já foi baixado por mais de 13 mil usuários e também foi vencedor do Indie Prize no Casual Connect USA, além de representar o Brasil no Festival Games For Change.

O Instituto Beaba é uma entidade sem fins lucrativos com a missão de desmistificar o câncer e informar de maneira clara, objetiva e otimista sobre a doença e o tratamento para crianças, adolescentes e seus acompanhantes.

 

Por uma medicina com mais sentimento e leveza

Simone Mozzilli desde cedo foi tocada pelo sentimento de satisfação ao poder levar alegria para as pessoas, por isso passou a visitar casas de apoio de crianças com câncer para oferecer um pouco diversão ao pequenos em tratamento.  Também visitava a ala pediátrica do A.C. Camargo Cancer Center, em São Paulo -  referência em pesquisas na área de oncologia. E foi na escolinha do hospital que Simone, juntamente com pacientes, familiares e médicos, formou um grupo com o objetivo de tornar a oncologia um assunto mais leve e deu origem ao Instituto Beaba.

De forma sonhadora e cativante, Simone dedica-se a mostrar que o tratamento e diagnóstico do câncer pode ser passado aos pacientes com mais sentimento e leveza. Com o trabalho realizado nos últimos quatro anos, o Instituto Beaba já beneficiou 15 mil paciente e impactou 500 mil pessoas. 

O aplicativo Alpha Beat Cancer confirma o ideal defendido por Simone ao demonstrar que notícias e informações médicas não precisam ser dadas aos pacientes de forma ríspida ou estritamente científica, mas que, com um pouco de empatia, é possível tornar o relacionamento entre médicos e pacientes uma tarefa menos pesada para todos os envolvidos.

A Academia Médica apoia e recomenda o uso do aplicativo Alpha Beat Cancer para crianças, adolescentes e adultos. Vamos jogar? Clique nos botões para baixar o App: 

Academia Médica
Academia Médica
Academia Médica Seguir

Página da redação do Academia Médica para noticiar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Continue lendo
Indicados para você