[ editar artigo]

TP #55: O que será exigido do médico do futuro?

TP #55: O que será exigido do médico do futuro?

Intercalando entre as fofocas diárias e o plantão do caos, Fernando Carbonieri e convidados opinam sobre quais os conhecimentos e habilidades que os médicos precisarão ter futuramente. 

O Troca de Plantão acontece de Segunda a Sexta às 06h30 da manhã no Clubhouse e é transformado em Podcast para você que não pode participar conosco ao vivo. Dê o play aqui e curta conosco.

Comandado por Fernando Carbonieri, médico e fundador da Academia Médica, o Troca de Plantão nº55 contou com os colegas  Filipe Prohaska,  Ana Carolina Carvalho, Jamil Cade, Alexander Buarque, Newton Nunes, Ana Panigassi, Marilea Assis, Debora Fukino, Ursula Guirro, Jair Kuhn, entre outros que também compartilharam conhecimento com a comunidade. Com audiência crescente, o Troca de Plantão da Academia Médica traz as principais publicações científicas do cenário mundial, discutidas por profissionais de ponta.

Caterina Scorsone GIFs - Get the best GIF on GIPHY

Nossos heróis aqui do #TP trouxeram as suas fofocas e a gente traz a sedimentação teórica para elas. Confira abaixo as referências que embasaram a discussão de hoje!

SP libera "xepa" da vacina a quem tem comorbidade a partir de 18 anos

Leia mais aqui.

Para ser beneficiada com a chamada "xepa" da imunização, a pessoa tem que ser moradora da área de abrangência da unidade de saúde. Para ter direito à dose, a pessoa tem que apresentar o comprovante de condição de risco (exames, receitas, relatório médico, prescrição médica) contendo o CRM do médico (com data de emissão máxima de 2 anos).

 

Covid-19: Três em cada dez paulistanos foram infectados, diz Prefeitura

Leia mais aqui. 

De todos os pacientes que tiveram covid-19 desde o ano passado na cidade de São Paulo: 37,2% foram internados em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 17,2% precisam ser intubados.

O estudo também apontou que os jovens que vivem em áreas de médio e baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), onde a qualidade de vida é pior, a incidência de contaminações é maior. Pessoas negras são as mais atingidas pelo vírus, representando 37,6% das infecções.

Juristas e professores pedem ao STF que Bolsonaro seja submetido a exames psiquiátricos

Leia mais aqui.

Um grupo de juristas entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) na quinta-feira (13) pedindo o afastamento do presidente Jair Bolsonaro por “incapacidade”. As informações são do colunista Chico Alves, do Uol.

“Não o acusamos de crimes, sequer o acusamos. Estamos observando apenas que ele não pode exercer, e de fato não está exercendo devidamente, o cargo no qual foi empossado”, diz o texto assinado pelos professores Renato Janine Ribeiro, da USP, Roberto Romano, da UNICAMP, Pedro Dallari, da USP, José Geraldo de Sousa Jr, da UNB, e pelos advogados Alberto Toron, Fábio Gaspar e Alfredo Attié, presidente da Academia Paulista de Direito.

Cientistas recomendam treino para reverter perda de olfato pós-Covid

Leia mais aqui. 

As alterações do sentido do olfato são uma das consequências mais comuns da Covid-19, mesmo que os estudos cheguem a conclusões diferentes quanto à percentagem dos afetados. Até agora, os pesquisadores ainda não chegaram a um consenso sobre a causa exata.

Tradicionalmente, o treinamento olfativo depende de quatro odores: cravo, rosa, limão e eucalipto, mas também pode ser feito com outros aromas. Segundo os médicos, pode ser benéfico focar em cheiros familiares, como perfumes, cascas de limão, baunilha ou café moído, e refletir sobre as memórias enquanto se sente os cheiros. “Para obter os melhores resultados, você deve trocar os quatro cheiros a cada 12 semanas”, ensinam os especialistas.

Entretanto, os médicos pontuam que ainda não há estudos específicos que comparem o uso de esteroides e treinamentos olfativos no tratamento de pacientes que perderam o olfato. Apesar disso, segundo eles, a prática de exercícios olfativos não é nova e já tem sido usada no tratamento de perda olfativa causada por outras infecções.

Brasil teria evitado pelo menos 5.000 mortes com oferta inicial da Pfizer, diz pesquisador

Leia mais aqui. 

O Brasil teria evitado pelo menos 5.000 mortes nos últimos meses caso o governo Jair Bolsonaro tivesse aceitado a oferta de vacinas da Pfizer em agosto do ano passado.

É o que aponta cálculo feito a pedido do jornal Folha de S. Paulo pelo epidemiologista Pedro Hallal, professor da UFPel (Universidade Federal de Pelotas) e coordenador do Epicovid-19, o maior estudo epidemiológico sobre coronavírus no Brasil. Ele tomou como base as informações prestadas pelo gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, à CPI da Covid-19 nesta quinta-feira (13).

Marte apresenta sinais de vida em fotos da NASA, garantem cientistas

Leia mais aqui. 

Fotos mostram o que parecem ser fungos no Planeta Vermelho, provando, portanto, que Marte pode de fato ser o lar de algumas formas de vida.

Ensaio com mais de 200.000 pacientes descobriu que o rastreamento do câncer de ovário não reduz as mortes

Leia mais aqui. 

A redução na incidência da doença em estágio III ou IV no grupo MMS não foi suficiente para se traduzir em vidas salvas, ilustrando a importância de especificar a mortalidade por câncer como o desfecho primário em testes de rastreamento. Dado que o rastreamento não reduziu significativamente as mortes por câncer de ovário e tubário, o rastreamento da população em geral não pode ser recomendado.

O que será exigido do médico do futuro?

Os titulares do TP pontuaram: múltiplas competências, conhecimento sólido da medicina e suas múltiplas especialidades, conhecimento que se atualiza de forma contínua, ter mais conhecimento de gestão e de finanças. competências emocionais, empatia "à distância", capacidade interpessoal, necessidade de aliar o ego e dividir do protagonismo. 

 

O que você achou desse episódio? Ajude-nos a fazer melhor. Pule para dentro da conversa e compartilhe conhecimento conosco!

Pin on Tell-Tale TV

Se você esteve conosco ao vivo, por favor, deixe os seus comentários abaixo!

Troca de Plantão

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você