[ editar artigo]

5 Dicas que revolucionarão sua apresentação em congressos e palestras

5 Dicas que revolucionarão sua apresentação em congressos e palestras

5 Dicas que revolucionarão sua apresentação em congressos e palestras

A palavra "doutor" é uma das mais antigas das existentes em português e se repete em inglês (doctor), em espanhol (doctor), em francês (docteur), em italiano (dottore), em alemão (doktor) e, com ligeiras variantes, praticamente em todas as línguas modernas.Suas raízes mais remotas podem ser rastreadas até entre o primeiro e o segundo milênio antes da nossa era, nas invasões indo-europeias, que nos trouxeram a raiz dok-, da qual provém a palavra latina docere, que por sua vez derivou em doctoris (mestre, o que ensina). Desta raiz indo-europeia provém, da mesma forma, o vocábulo grego dokein do qual se derivaram outras palavras da mesma família, tais como dogmaortodoxiaparadoxo edidática.

O ato médico, assim como o ato das demais profissões de saúde, remete exatamente a definição da palavra "doutor". Durante a vida acadêmica e durante a vida profissional daremos aulas para nossos pares e para os nossos pacientes.

Para isso devemos desenvolver melhor nossas técnicas de comunicação. Por isso fui atrás de dicas que melhorem as aulas que ministramos tanto na faculdade, quanto nos congresso.

Quem acompanha o AM sabe que sou fã incondicional do TED.com. Foi através do post de um dos mais aclamados TEDsters que obtive as 5 dicas que trago logo abaixo de como ministrar aulas deslumbrantes.

1) Pense menos em seus slides.

A confecção de seus slides deve ser uma das últimas coisas no planejamento de sua apresentação. Pense mais em sua mensagem principal, estruture-a apoiando-se nos seus principais pontos, pratique-a e marque o tempo para adequar-se exatamente ao formato requisitado - só então comece a pensar nos slides. A apresentação deve existir por sí só; os slides são apenas uma ferramenta para melhorar a experiência do ouvinte. Muitas vezes observamos slides que mais parecem anotações do apresentador. Os slides serão mais efetivos se eles acrescentarem uma aparência visual para a audiência, simplesmente complementando as palavras do apresentador.

2) Crie um look consistente e sensitivo.

Os slides de sua apresentação devem dar a sensação que fazem parte de um todo, de uma mesma história. Isso significa a utilização de uma mesma tipografia, mesma paleta de cores e imagens que conectam-se entre si. Uma dica é criar primeiro os slides (a sequencia e já no número desejado) e somente depois adicionar o que você precisa, onde você precisa

3) Pense nas transições.

Você não quer que seus slides pareçam exatamente os mesmos. Crie slides que sejam a respeito do que você está falando, e somente quando for mudar de tópico coloque outro estilo que identifique o novo tópico. Por exemplo, se seu slide tem um backgroud escuro com texto claro, na mudança de tópico a nova família de slides deverá ter um fundo claro com letras escuras. Assim a audiência visualiza que o assunto se alterou.

4) Em se tratando de texto, lembre-se, Menos é mais.

Uma coisa a se evitar são os slides com muito texto. Geralmente é uma repetição do que você está falando em voz alta. É como se vc tivesse dado a todos os expectadores um papel que conteria tudo o que você está falando na palestra. Se você fizer isso, a cabeça de todos direciona para a leitura em conjunto com o que você fala, ao invés de olharem para você e prestarem atenção.  Dividir a atenção é algo que é muito difícil para o cérebro realizar. O resultado é o comprometimento da sua fala e de seu slide. Se você não consegue desvincular-se desta prática, tente revelar o texto progressivamente na medida que você precisa.

5) Use fotos que aumentem o significado.

Fotos com significado ajudam a penetrar na mente de sua audiência sem precisar desviar a atenção deles de suas palavras. Procure por fotos que falem fortemente a respeito do conceito do que você está falando; que não tenham composição complexa. Sua foto pode ser uma metáfora ou alguma coisa mais literal, mas deve possuir clareza do porque a audiência está visualizando aquilo e o que ela tem a ver com sua palestra.

Esperamos que com estas dicas suas apresentações melhorem a ponto de sensibilizar mais pessoas, sejam elas médicos, colegas de sala ou pacientes que precisam empoderar-se sobre seu processo de adoecimento.

Comente logo abaixo se você tem alguma dica sobre o assunto ou algo a compartilhar. Não serão tolerados comentários sobre o uso ou não do "Dr" pelos médicos, há um espaço e post adequado para isso.

Fonte: TEDblog

Academia Médica
Fernando Carbonieri
Fernando Carbonieri Seguir

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Ler matéria completa
Indicados para você