[ editar artigo]

A formação médica irá se tornar uma bolha?

A formação médica irá se tornar uma bolha?

Hoje, quando abri o WhatsApp pela manhã, li a pergunta de um amigo economista: 

 

“Cara, tu acha que o curso de medicina é uma bolha?”

Apesar de não saber como me posicionar de imediato, a vontade que eu tinha era dizer que aquela pergunta era, no mínimo, interessante…

De modo geral, uma bolha é quando alguma coisa (ativo) é negociada a valores cada vez mais altos (bolha) - acima do valor real -, seguido de uma queda brusca dos preços, onde praticamente todo mundo perde o investimento

A pergunta do meu amigo veio acompanhada de outra frase “muita gente faz medicina pelo dinheiro, né?”.  Apesar dos diversos motivos mais nobres da profissão, sejamos francos: todos sabemos que é verdade! 


Vejamos o seguinte:

  1. O aluno (investidor) paga valores cada vezes mais absurdos de mensalidades para acumular o conhecimento médico (ativo).
  2. Depois de formado, se lança no mercado em busca do retorno desse investimento.
  3. Com cada vez mais médicos formados - hoje, 25.000 novos médicos/ano - o ticket médio vai inevitavelmente cair, ou melhor, já está caindo.

Não tenho a menor dúvida que aqueles profissionais que têm a medicina como vocação e, além disso, entendem a necessidade cada vez maior de realizar um cuidado centrado no paciente e de desenvolver outras habilidades como a gestão e trabalho em equipe, terão sempre um bom espaço no mercado

Mas, como será que vai ser o ROI - Return on Investment - daqueles que se lançam na medicina com intuito sobretudo financeiro?  

Será que a formação médica está caminhando para uma bolha?

E você, colega, o que pensa sobre isso?

Aguardo a sua opinião nos comentários!

Academia Médica
Gustavo Hirt
Gustavo Hirt Seguir

Acadêmico do 5º ano de Medicina na Universidade de Passo Fundo. Estagiário do Escritório da Qualidade em um hospital no RS. Especialista em Segurança do Paciente e Qualidade pela Johns Hopkins University.

Ler matéria completa
Indicados para você