{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Ao apagar das luzes, Brasil entregará mais 3 Bilhões de reais a Cuba
[editar artigo]

Ao apagar das luzes, Brasil entregará mais 3 Bilhões de reais a Cuba

Ao apagar das luzes, Brasil entregará mais 3 Bilhões de reais a Cuba

"Médico coxinha! Vocês são corporativistas. Não querem ir para o interior. Os cubanos vão melhorar a saúde no Brasil."

Na época do Mais Médicos era isso que nós ouvíamos. Todos os dias tinha algum signatário do projeto de poder do PT bradar as frases acima, e tantas outras variações. A Lei do Mais Médicos foi empurrada goela abaixo, mesmo com tantas outras alternativas que melhorariam a saúde das regiões carentes do Brasil como a carreira de Estado para o Médico Brasileiro.

Passados 3 anos, tempo de contrato previsto para os médicos estrangeiros, foram importados 11.429 cubanos, que compõe 62,65% do quadro do programa. Esses instrumentos do governo Castro custam a união 10.000 reais cada, gerando uma despesa de 114 milhões de reais mensalmente. Ao ano, portanto, eles custam ao Brasil 1,37 Bilhão de reais. Nesses três anos de programa de importação de pessoas cubanas gastamos 4,114 Bilhões de Reais, infelizmente sem melhorar nenhum indicador de saúde, em qualquer região do país.

Seria muito interessante se todo esse montante voltasse de alguma forma para a nação, como dinheiro aplicado no comercio, na indústria, nos serviços e nos demais gastos de qualquer cidadão que geram demandas e novas divisas ao Estado. Entretanto, cada um desses que aqui ficou, recebe apenas 30% do valor total aplicado. Ou seja, eles sobrevivem aqui no Brasil com um salário de 3 mil reais (quer dizer, "bolsa" segundo a própria presidente da República). Ou seja, 70% do dinheiro gasto pelo Brasil foi enviado diretamente à ditadura cubana. Um montante de 2.880.108.000 reais, portanto, foi desperdiçado para financiar um país que vive de ilusões e desrespeito aos direitos humanos, ao invés de ser reinvestido aqui no país por cidadãos que ajudem seus pares brasileiros a vender e crescer.

Instalada a crise decorrente dos inúmeros descasos que se sucederam devido à necessidade de manutenção do poder, mais uma vez a presidente demonstra um brutal desinteresse nos cidadãos brasileiros. Hoje ela deve editar nova MP que estende para mais 3 anos os produtos cubanos aqui no Brasil, sem revalidação de diploma ou confirmação de saber médico. Serão mais 2,8 Bilhões enviados a ilha da fantasia para financiar sei lá o que fazem naquele lugar esquecido pelo mundo.

Vale lembrar que isso é previsto na lei do Mais Médicos, mas a meu ver não há mais necessidade disso. Na última chamada do programa, todas as vagas foram absorvidas por brasileiros, sem a necessidade de importação de médicos de qualquer lugar. Isso aconteceria também se todas as 11.429 vagas ocupadas por essas mercadorias cubanas fossem disponibilizadas aos médicos brasileiros. Seriam mais de 1 Bilhão ao ano reinvestidos no Brasil, por brasileiros.

Infelizmente, ao apagar das luzes e a título de "medidas do bem", a ideia é arrasar a terra. Gastar tudo o que dá para gastar para não sobrar nada. Não haverá recurso para aplicar no povo brasileiro, pois ainda teremos reservados mais 3 Bilhões para a Ditadura cubana, isso mesmo tendo cortado mais de 3,8 Bilhões de reais do Ministério da Saúde apenas no ano de 2016.

Sou um médico brasileiro e luto pelo meu país e pela minha profissão. Passamos por momentos estranhos e de desordem, mas espero que em breve tenhamos dias melhores, quando o respeito aos profissionais brasileiros seja a tônica para podermos entregar a saúde a todos, como é dever do Estado.

Não deixe de comentar abaixo.

Mais Artigos sobre o Mais Médicos:

Fernando Carbonieri

Fernando Carbonieri

Fundador da comunidade Academia Médica, que desde 2012 tem o intuito de expandir os horizontes falando o que a faculdade esqueceu de nos contar.

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar