[ editar artigo]

CPAP para apneia obstrutiva do sono não possui evidência forte em prol de prevenir eventos cardiovasculares

CPAP para apneia obstrutiva do sono não possui evidência forte em prol de prevenir eventos cardiovasculares

Já se sabe que a apneia obstrutiva do sono provoca eventos cardiovasculares como infartos e AVE’s, no entanto, ainda não há evidência suficiente para afirmar que tratar a apneia irá diminuir o risco de desfechos cardiovasculares.

O tratamento atual para Apneia obstrutiva do sono é qual?

Usa-se atualmente um aparelho para manter pressão positiva contínua na via aérea durante o sono (CPAP).

Fonte da figura: Does Treating Sleep Apnea With CPAP Improve Cardiovascular Outcomes or Lower Risk of Atrial Fibrillation?
 

Existe evidência a favor do uso de CPAP?

Estudos observacionais demonstraram que entre pacientes com Apneia obstrutiva o uso da terapia descrita acima esteve associada com uma menor incidência de eventos cardiovasculares fatais e não fatais.

Tais dados foram corroborados por uma meta análise com um Odds Ratio de 0,37 (0.16 - 0.54, IC 95%), mostrando efeitos protetores.

Então por que é duvidosa a eficácia do uso de CPAP para a apneia obstrutiva do sono?

Um documento liberado pela Agência de pesquisa e qualidade de cuidados em saúde do departamento de saúde e serviços humanos dos Estados Unidos levantou como dúvidas em relação ao uso da CPAP os seguintes apontamentos:

O fato do diagnóstico e a severidade da apneia obstrutiva do sono e a resposta à terapia ser avaliada usando o índice de apneia-hipopneia.

Você deve estar pensando, mas se existe um índice para avaliação, por que é ruim?

Porque não existe definição padrão de medidas e  também não há evidência se as medidas do índice de avaliação são válidas para analisar e classificar a clínica do paciente. Além do questionário possuir uma especificidade baixa

Para corroborar com essa visão, uma revisão com meta-análise concluiu que não existe evidência para suportar a ideia de que o tratamento com pressão positiva diminui eventos clinicamente importantes. 

Portanto, existe evidência insuficiente em relação aos efeitos da CPAP para o risco de isquemia, angina, revascularização da artéria coronária, insuficiência cardíaca e fibrilação atrial.

Desse modo, é importante atentar-se para as estratégias de marketing que idolatram o uso da técnica para a prevenção de efeitos cardiovasculares além dos benefícios para melhora da sonolência diurna e roncos.

 

Artigos relacionados:

Medicina do Estilo de Vida - O Poder do Sono

Privação de sono e erros médicos caminham juntos

 


Escrito por Yan Kubiak Canquerino - Colaborador da Academia Médica


 

Referências

Does Treating Sleep Apnea With CPAP Improve Cardiovascular Outcomes or Lower Risk of Atrial Fibrillation?. Acesso em 11/08/2021.

DRAFT - Continuous Positive Airway Pressure Treatment for Obstructive Sleep Apnea. Acesso em 11/08/2021.

Meta-Analysis of Cardiovascular Outcomes With Continuous Positive Airway Pressure Therapy in Patients With Obstructive Sleep Apnea. Acesso em 11/08/2021.

Meta-Analysis of Cardiovascular Outcomes With Continuous Positive Airway Pressure Therapy in Patients With Obstructive Sleep Apnea - American Journal of Cardiology . Acesso em 11/08/2021.






 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você