[ editar artigo]

Design para estratégia na gestão de crises

Design para estratégia na gestão de crises

O texto a seguir foi retirado do Blog "Design para Estratégia" que pertence às professoras do nosso curso de Design de serviço para a Saúde. Clique aqui e saiba mais sobre o curso.

O mundo se depara com um novo desafio. Nesse momento de incerteza, como nós, pessoas e organizações, podemos lidar com isso da melhor forma? Como podemos nos adaptar, adaptar nossas rotinas e estratégias rapidamente, mas com consistência? Como lidar nesse contexto de complexidade e tomar as melhores decisões?

Como mostra Vini de Castro neste artigo, o impacto na economia é real e há o temor de que as medidas adotadas causem recessão. Pânico e desespero não ajudam nesse momento, é preciso cuidado com as pessoas, repensar estratégias, processos e experiências, com muita colaboração e ação.

Faz-se necessário ir além e se preparar para este cenário incerto e complexo com criatividade e inovação, mas como fazer isso?

A seguir sugerimos algumas ações que podem ajudar empresas de todos os segmentos e portes usando nossa abordagem de design para estratégia na gestão de crises.

Cuidar das pessoas

É preciso cuidar das pessoas, e como líder, há este poder e responsabilidade. Além dos cuidados básicos de higiene amplamente divulgados, que devem ser incentivados mesmo quando as pessoas estão em home office, pois é provável que em algum momento tenham que sair para comprar alimentos, por exemplo, um cuidado essencial é com a saúde mental das pessoas.

Nesse momento, é essencial termos empatia com nossos colaboradores, clientes, parceiros e demais stakeholders. Estamos vivendo um período sem precedentes, ninguém jamais viveu esse isolamento coletivo e é claro que isso pode ter impactos emocionais. Se possível, dê esse apoio ou recomende práticas e ferramentas para isso, há diversas empresas na área de saúde e bem-estar disponibilizando meditações, práticas de ioga e exercícios físicos, além de atendimentos psicológicos. O site Hypeness listou algumas delas e disponibilizou aqui para acesso.

Para evitar a sensação de solidão, existem algumas boas práticas, como a manutenção de contato com o time e colegas de trabalho, com reuniões periódicas e diárias. Para manter a produtividade, já que muitos não estão acostumados a trabalhar em casa, com a família ao redor e todas as tentações de procrastinar, definir prazos e dividir claramente as tarefas são boas práticas. Utilizar ferramentas de interação e controle online para que os squads permaneçam conectados e sem perder a visão do todo também contribuem para manutenção de uma rotina proveitosa. Reuniões e workshops de cocriação podem ser realizados remotamente, com ferramentas como o MiroGoogle Apresentações e . Algumas plataformas já disponibilizaram gratuitamente a utilização, neste link você pode conferir um compilado de algumas ferramentas.

Repensar estratégias de negócio a curtíssimo prazo

Planejamento feito, OKRs definidos, mas agora muita coisa está mudando, e não sabemos quais outras mudanças podem ocorrer e quais serão exatamente seus impactos. É necessário adaptar suas ações para o novo contexto. Mas como tomar essas decisões da melhor forma?  Neste artigo da DparaE você confere como tomar decisões.

Num ambiente de incertezas, divergências no corpo executivo podem ocorrer. Quando recuar e onde investir? Nestes momentos, saber como facilitar essa tomada de decisão é imprescindível. Ainda, é preciso fazer as perguntas certas. Confira neste texto da DparaE como lidar com esses conflitos e neste artigo como fazer as perguntas certas.

Além disso, é preciso acompanhar de perto as ações definidas, afim de verificar seu desempenho, aprender rápido e corrigir rotas.

Redesenhar a experiência dos seus usuários/clientes

As mudanças de comportamento das pessoas estão acontecendo e já podem ser sentidas. Com restrições impostas, é preciso adaptar o modo com o qual seu público interage com sua organização, com seu produto e/ou serviço. Escolas e universidades com aulas presenciais suspensas, produções culturais (como shows, cinema, peças de teatro) estão sendo canceladas, restaurantes e bares estão fechando (estabelecimentos com locais abertos têm sido preferência entre os consumidores, evitando ambientes fechados), agências de turismo com cancelamentos de viagens com altas taxas atendimento ao cliente e queda na contratação de novas experiências. Até fronteiras estão sendo fechadas em alguns estados, restringindo acesso. Nunca vivemos uma realidade como essa.

É preciso redesenhar experiências, alterar processos e as interações com os diversos pontos de contato, tanto com clientes, quanto com colaboradores e fornecedores. Mas como fazer isso? Nossa dica é usar o design e o design de serviço para criar rapidamente novas soluções em processos, produtos, serviços e modelos de negócio, entendendo o contexto atual e seu impacto no negócio, gerando ideias, implementando e aprendendo rapidamente.

Colaboração: compartilhe conhecimento

Para auxiliar pessoas e organizações a lideram melhor nesse novo contexto que vem se delineando, criamos um grupo de discussão voltado para gestores, empresários e empreendedores, para curadoria de informações, análises de ambiente, troca de experiências, estratégias e cooperação.

Se interessou mais na temática do design thinking? Clique aqui e confira o curso que nós da Academia Médica preparamos especialmente para você, Dr.


Quer escrever?

Publique seu artigo na Academia Médica e faça parte de uma comunidade crescente de mais de 215 mil médicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais da saúde. Clique no botão "NOVO POST" no alto da página!


 

Academia Médica
Ler conteúdo completo
Indicados para você