{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Precisamos falar sobre a DENEM e sobre como ela
[editar artigo]

Precisamos falar sobre a DENEM e sobre como ela "representa" o Estudante de Medicina brasileiro

A Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina, abreviada para DENEM, é a entidade que representa parte dos estudantes de Medicina do Brasil, englobando em uma arena de construção conjunta, disputas de idéias e ações dos diversos movimentos da área, que potencializa sua intervenção e disputa na educação e saúde através de movimento estudantil e da própria sociedade. ( Link )

A entidade, por muito tempo, foi observada pela classe médica (inclua os acadêmicos) como uma autêntica representante de todos os acadêmios de medicina o país, pois possui sim um histórico de lutas e posicionamentos que visavam a melhoria do ensino médico e a construção de um médico cidadão. Não mais...

E mesmo sabendo que publicar um texto como este no Academia Médica pode significar um suicídio social junto a alguns destes que dizem sim ao posicionamento da entidade, vejo como minha função (não sem nenhum receio), fazê-lo.

Os preceitos da DENEM, evidenciados pelos dizeres artigo 3º do seu estatuto ditam que a instituição deve Preservar/Buscar:

  • O Estado de Direito;
  • A Defesa da Vida;
  • O ensino público e gratuito de qualidade e de acesso universal;
  • O ensino médico voltado às reais necessidades da população brasileira;
  • A independência em relação a movimentos de cunho estritamente partidário;
  • A Defesa do Sistema Único de Saúde enquanto um sistema público de saúde, gratuito e de qualidade.
  • Não é novidade para ninguém que a Instituição já não segue realmente a todos estes princípios. Na recente nota lançada no dia 22 de Setembro no facebook da DENEM podemos notar, que a defesa do "Estado de Direito" e "A independência em relação a movimentos de cunho estritamente partidário", foram negligenciados pelos autores da nota. Logicamente pode haver uma deturpação que afirme o contrário deste que vos fala, mas tirem as conclusões por vocês mesmos.

    O fato de uma instituição como esta escrever um texto como o que vocês lêem a seguir, é muito preocupante. Falo isto pois, além deste texto e tantas outras ações,  esta instituição grita veementemete nos centros acadêmicos, congressos e espaços onde são convidados a falar e nas atividades propostas por eles mesmos, que são os únicos representantes dos Estudantes de Medicina brasileiros. Querendo vocês ou não, a DENEM tem prerrogativa para gritar desta forma. Mais do que isso, possui ( ou possuia)meios para isso.

    Obscuramente orientados por partidos da esquerda que dominaram o cenário político nacional nos últimos anos, a nota a seguir denota bem a ausência de independênca política da instituição e o desrespeito aos preceitos constituionais brasileiros. Mais do que isso. Mostra que muitos de nós que fomos estudantes de medicina há pouco tempo, fomos insuficientes em construir uma pluraridade de ideias ou de entrar na briga pelo contraditório. Éramos insuficientes, pois além de não conseguir nos unir com nossos amigos morais, não conseguíamos falar no tão ilusório espaço democrático que a DENEM afirma ter.  Isso ainda acontece nas faculdades de medicina do país (agora 308 delas). Fica o meu apelo para os estudantes que lerão a nota a seguir, e que não concordam com ela, entrem também no movimento estudantil para defender o que acreditam.

    Acreditem. Se você não ocupar este espaço, alguém vai... e pior, vai falar por você.

    As alternativas são várias. Entrar em um dos movimentos alternativos que realmente defendam a medicina e a liberdade de expressão, ou entrar na DENEM e manter a independênca de pensamento. Entre estes movimentos podemos citar a AEMED - Associação dos Estudantes de Medicina e a ABLAM - Associação Brasileira das Ligas Acadêmicas de Medicina , IFMSA Brazil ou outra agremiação que permitam o livre pensamento.

    Segue a publicação da DENEM. Por favor estudante, leia! Por favor professor, residente, colega médico, leia e compartilhe sua opinião sobe o assunto. O futuro da medicina começa na faculdade, e cabe a todos nós (médicos, residentes, docentes e discentes) a atenção para este espaço.

    Release the mimimi

    Segue a íntegra do texto divulgado pela DENEM em seu Facebook:

    AINDA SOMOS OS MESMOS E VIVEMOS COMO NOSSOS PAIS

    Não há dúvidas que os governos brasileiros servem ao capital na administração do país. Seguindo recomendações de organismos internacionais, como FMI e Banco Mundial, os governos petistas e também seus predecessores aplicaram, em maior ou menor grau, o sucateamento dos serviços públicos, precarização e desinvestimento nos direitos garantidos na Constituição de 1988 para assim abrir “mercados” à iniciativa privada. Ao mesmo tempo, a política de conciliação de classes adotada nos últimos anos [1], que primava pela implementação de políticas sociais sem o necessário rompimento com os privilégios das classes hegemônicas, muitas vezes concedendo benefícios às mesmas, levou a uma crescente desmobilização dos movimentos sociais organizados. Com isso, cada vez mais direitos foram perdidos, seja com as privatizações ou com o aprofundamento do subfinanciamento.

    Mesmo o cumprimento da agenda neoliberal de proteção do capital financeiro em detrimento dos direitos sociais [2] não pareceu suficiente para garantir a permanência do PT no poder, que passou de alternativa de contenção de massas a personagem dispensável para as elites. A necessidade de adoção de medidas mais agressivas e num ritmo mais rápido foi o motivo para a eclosão de um golpe midiático-parlamentar, para o qual foram usados “crimes de responsabilidade fiscal”, que foram inclusive negados por peritos do Senado [3], como a justificativa de impedimento de conclusão do mandato pela presidenta Dilma Rousseff. O que vimos foi a propaganda de uma caça seletiva à corrupção, com desconsideração de denúncias de parlamentares citados inúmeras vezes em delações enquanto que as massas eram inflamadas pelo oligopólio da mídia.

    O golpe representa a prova de que as elites continuarão enriquecendo sobre os ombros da classe trabalhadora brasileira, explorando a população mais pobre e adotando mecanismos que garantam a existência da pobreza, indispensável para expansão do capitalismo e do lucro. O país viu durante esse processo o quanto a democracia brasileira é frágil, podendo ser questionada no momento que não mais servir para os grandes interesses hegemônicos. Prova disso é o impedimento da presidenta eleita sem motivos comprovados para tal.

    Aos movimentos sociais, resta superar a ilusão da luta institucional (se esta ainda existir) e partir para uma atuação direta nas ruas, com conscientização da classe trabalhadora, desmascaramento do avanço do capitalismo e organização do povo em torno de um ideal de combate às desigualdades sociais. Somente com isso nos aproximamos de uma sociedade menos injusta, com condições de vida dignas para todos, onde o foco principal serão as pessoas ao invés do lucro. É urgente que criemos uma nova correlação de forças no país e, para isso, desestabilizar o governo Temer deve fazer parte de nossa agenda enquanto movimento estudantil. As primeiras semanas pós-golpe já mostram a força dos movimentos sociais e da juventude: as ruas estão ocupadas e seguimos na luta pela construção de uma democracia real, com base popular! A repressão violenta já é marca do governo Temer [4], mas não nos deixaremos deter: exercemos nosso livre direito de manifestação e vamos tomar as ruas, as universidades e todos os espaços públicos na luta pela democracia, pela saúde e pela educação públicas e de qualidade! Mais do que nunca, nossa voz deve ecoar sem medo e seguimos com a força que cabe a quem luta por poder popular e por direitos!

    Fontes citadas pela DENEM:

    http://www.viomundo.com.br/…/lula-acreditou-na-conciliacao-… (Blog que até esta semana era pago pelo governo)

    https://www.facebook.com/denembr/photos/a.634091843362439.1073741826.634091810029109/783079628463659/?type=3&theater (Fonte própria)

    https://www.facebook.com/denembr/photos/a.634091843362439.1073741826.634091810029109/805207536250868/?type=3&theater (Fonte Própria

    [2] http://www.cartacapital.com.br/…/o-que-e-e-o-que-produz-o-a… (Carta Capital

    [3] http://g1.globo.com/…/pericia-ve-acao-de-dilma-em-decretos-… (Globo???)

    https://m.facebook.com/story.php… (próprio)

    [4] http://www.brasil247.com/…/Estudante-ferida-em-ato-contra-T… (Blog pago pelo governo do Pt que em 2015 recebeu 732 mil reais do teu dinheiro de contribuinte)

    Compartilhe e deixe o seu comentário!

    Fernando Carbonieri

    Fernando Carbonieri

    Fundador da comunidade Academia Médica, que desde 2012 tem o intuito de expandir os horizontes falando o que a faculdade esqueceu de nos contar.

    Fique informado sobre as novidades da comunidade
    Cadastre-se aqui
    Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
    Nova publicação

    Artigos relacionados

    Continue lendo!

    Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
    aos conteúdos exclusivos.

    Entrar