Dilma mente e aumenta seu esculacho com os médicos brasileiros
[editar artigo]

Dilma mente e aumenta seu esculacho com os médicos brasileiros

Dilma mente e aumenta seu esculacho com os médicos brasileiros

É triste começar um texto com mais uma prova de que vivemos em um país onde os políticos não dão a menor importância para seu povo, e muito menos por aqueles responsáveis pelo cuidado da saúde da população. Mais uma vez, nós médicos e acadêmicos de medicina, fomos açoitados, esculachados, esmurrados e destinados ao ostracismo dentro de nosso próprio país.

Em pronunciamento ontem em jantar com editores de publicações esportivas, a Chefe do Executivo anunciou a seguinte frase:

"Os médicos cubanos são mais atenciosos do que os brasileiros. São os preferidos dos prefeitos".

Além de demonstrar claramente a oportunista que a Presidente é, tal declaração afirma a necessidade de apagar toda a credibilidade que todos aqueles que realmente se esforçaram para se tornar médicos possuíam.

E por que isso? Por que o PT esculacha mais de 400 mil médicos brasileiros, contribuintes, pagadores de impostos, há 2 dias do Dia do Trabalho?

definição de escravo segundo o google definição de escravo segundo o google

Entendemos que ela o faz isso unicamente para defender a aberração que é o Mais Médicos. Há muito em jogo depois de padilhar o Ministério da Saúde. Há a reeleição, a eleição do ex-ministro, os bilhões gastos em propaganda para fantasiar os médicos do Sinhô Castro, e, há a parte do "salário" pago ao governo cubano que deve voltar ao Brasil durante a campanha eleitoral. Ou seja, Muito Poder e Muito Dinheiro.

O programa Mais Médicos é a importação de escravos cubanos disfarçada de altruísmo para com os mais pobres. Incapaz de melhorar as condições do SUS, o governo criou um slogan e encontrou uma saída demagógica para o problema: trazer milhares de “médicos” cubanos, sendo que uma fortuna é deixada nas mãos do ditador Castro e os profissionais que aqui chegam sequer comprovam seu conhecimento no teste Revalida.

Sitiados, os representantes da nossa classe não conseguem mais responder a altura diante dessa monarquia. O presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Florentino Cardoso, disse: “Quando vamos a um médico, não queremos um afago. Ele precisa ouvir nossos sintomas e chegar a um diagnóstico eficaz. E posso dizer que os médicos brasileiros são atenciosos e muito competentes”.

Mas isso importa para prefeitos? É óbvio que não. Como a maioria dos políticos apodrecidos pelo poder, tais prefeitos passaram a "ganhar" os médicos castrados do governo. Por isso gostam tanto. Encolhendo o orçamento da secretaria de saúde, diminui a obrigação do prefeito com o cidadão... Simples não?

Isso a presidenta não declara. Não declara que as unidades de saúde são precárias, que não ha gasolina nos carros para levar os médicos a área rural, que a gestão dos recursos é falha, incompetente e sujeita a roubalheira tão anunciada dia-a-dia. E mais uma vez a gente se depara com a falta do medicamento correto, das bandagens, suturas, exames, uti, cirurgias...

Estamos cansados desse esculacho que teve volume aumentado em julho do ano passado. Somos humilhados diariamente. Humilhados em pagar ( hoje é dia de entregar o imposto de renda) 27,5% de tudo que ganhamos para estes feitores do sistema escravagista Brasil/Cuba.

Chega de esculacho do governo. #EuNãoMereço

Fernando Carbonieri
Fernando Carbonieri Seguir

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você