[editar artigo]

"Escolhi ser médico e ganhar dinheiro com minha profissão"

DINHEIRO DO MÉDICO - 2 - "Escolhi ser médico e ganhar dinheiro com minha profissão"

 Saudações amigos do Academia Médica.

Postei há umas duas semanas atrás no Crônicas de Anestesia, minha página de desenhos e tirinhas que tenho no facebook e que o Academia ajuda a promover, uma charge intitulada: Moeda SUS. Houve uma grande repercussão e muitas pessoas viram e comentaram a respeito. Isso é sempre muito bom. Acredito sinceramente que o objetivo principal da arte seja, no mínimo, criar discussão e emocionar de alguma forma, senão ela é estéril.

Muito bem, vamos ao que interessa. Para algumas pessoas ficou parecendo que eu estava promovendo a cobrança de procedimentos aos pacientes do SUS. Não!!! Nada disso. Outra questão levantada é que eu estava atacando os médicos que trabalham no SUS e dizendo que ninguém mais deve aceitar isso, etc. A coisa foi mal interpretada e quanto a isso eu só posso lamentar.

Os médicos, no Brasil, muitas das vezes( ou todas as vezes?)são vistos como mercenários porque querem ganhar dinheiro com seu trabalho! Olha que coisa! Pergunto, quem gosta de trabalhar de graça? Quem estuda por aproximadamente 10 anos(somando faculdade e residência médica) para sair e trabalhar sem ganhar um tostão?Ou para ganhar o menos possível? Quem? Como eu já disse em outro texto aqui no Academia existem casos de almas profundamente caridosas e que estão desligadas do material, tudo bem, respeito muito estas pessoas, mas não é o caso da maioria dos mortais.

Vivemos em um mundo complicado, ultimamente dominado pelo maldito politicamente correto! Ninguém tem preconceito. Ninguém detesta nada. Ninguém gosta de ganhar dinheiro. Ninguém opina a não ser junto com a manada. Quem fala o contrário é imediatamente(isto deve estar acontecendo comigo neste exato momento) colocado num grupo de monstros sanguinários, insensíveis, fascistas, capitalistas opressores de olhos claros e que são financiados(Não sou!) pelos grande grupos empresariais americanos para destruir a solidariedade e a justiça social. Monstros!

Nosso planeta está cada vez mais pasteurizado. Sim, sem gosto, sem cheiro, sem opinião. Numa água filtrada e pardacenta onde todos devem evitar qualquer tipo de pensamento diferente. Tudo é bullying, tudo é errado desde que não esteja nos cânones das novelas da Rede Globo e similares ou na boca e texto de jornalistas, artistas e seres claramente iluminados e superiores pelo esquerdismo utópico disfarçado de progressismo.

O culto ao bom, ao belo, ao sucesso, não! Errado!!! E aqueles que são feios? E aqueles que são miseráveis, quem pode salvá-los? E aqueles que não querem trabalhar e ganham bolsa do governo? Com isto sacrifica-se o honesto, o trabalhador, o competente e aquele que consegue ganhar dinheiro(mesmo que sustente com este dinheiro o Estado) em nome da igualdade. A santa e bela igualdade que não tem nada de natural. Nos exigem o impossível. "Trabalhe, mas não seja feliz se você ganhar mais! Fique triste! Tenha dó dos que não podem. Doe para o Criança Esperança! Não seja ingrato e egoísta. Este dinheiro, que você mesmo fez com o seu suor e esforço, isto não quer dizer nada! Não representa a sua competência e inteligência. Representa o quanto você é monstruoso e desalmado."

Sendo assim vivemos com culpa. Um grande remorso porque não somos capazes de resolver a fome na África! A seca do Nordeste! Como podemos ser felizes e satisfeitos se nem conseguimos isto? Eu já estive assim. Eu me sentia muitíssimo mal por todas as mazelas do mundo. Então eu comecei a perceber que somos gado num abatedouro. Nos fazem acreditar que somos os culpados quando na verdade nós sustentamos todo resto e ainda sobra dinheiro, em especial aqui no Brasil, para construir portos em países como Cuba e Venezuela. Para enriquecer ex-presidente e seus filhos como nosso caríssimo Lula. Para perdoar dívidas e mais dívidas de ditadores africanos sanguinários que mantém suas populações na miséria total e na fome.E ainda nos pedem para doar dinheiro!!!! Pelo amor de Deus, tudo tem limite!

Quem tem piedade de quem trabalha e produz? Resposta: NINGUÉM! Poder trabalhar e ter uma vida um pouco mais confortável é, na visão doentia do povo brasileiro em geral, um pecado. A inveja nada logo abaixo da superfície nisso tudo. Aquele que tem mais dinheiro não é admirado e serve como exemplo. É um pecador, um ímpio. O mesmo homem que sustenta uma cadeia produtiva, que dá empregos, que gera renda e bem-estar, este é o pior deles. Os médicos estão bem no meio deste grupo. Se formos bem sucedidos é porque somos dinheiristas e cruéis. Deveríamos ser pobres, andar de chinelo, chegar ao hospital de bicicleta ou ônibus, de preferência fedendo a suor, aí sim, seríamos respeitados? É isto? Quem quer isto?

Digo e repito. Amo minha profissão, justamente por isso eu quero e mereço ser bem remunerado. Gosto de ganhar dinheiro, preciso ganhar dinheiro para sustentar minha família e dar um ótimo futuro aos meus filhos(de preferência num país melhor). Não posso trabalhar de graça ou por "beijos de luz" como uma das pessoas comentaram no Crônicas. Qualquer coisa abaixo disso, de eu ganhar dinheiro com o que faço, que me estimule a melhorar e seguir, NÃO ME SERVE!

 

Dr Carlos Eduardo dos Santos Martins

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você