[ editar artigo]

EUA inicia vacinação de crianças com menos de 5 anos contra a Covid-19

EUA inicia vacinação de crianças com menos de 5 anos contra a Covid-19

A vacinação de crianças a partir de seis meses de idade contra a Covid-19 começou nesta semana nos Estados Unidos. Ela foi recentemente aprovada por especialistas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC). A disponibilização do imunizante a bebês e crianças pequenas é um anseio de muitos pais, em diversas regiões do planeta.

Há poucos dias, consultores da Food and Drug Administration (FDA), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, também aprovaram, por unanimidade, o uso de vacinas da Moderna e da Pfizer-BioNTech em crianças com menos de 5 anos de idade.

“Esta é uma vacina há muito tempo esperada”, disse o médico integrante do hospital infantil da cidade de Kansas (Missouri), Jay Portnoy, durante reunião da FDA, em depoimento publicado pelo site AP News. “Alguns pais estão absolutamente desesperados para vacinar seus filhos. Devemos dar essa opção a eles”.

Segundo publicação do CIDRAP (Center for Infectious Disease Research and Policy), integrantes do Comitê Consultivo de Vacinas e Produtos Biológicos Relacionados da FDA (VRBAC) devem avaliar dados de duas vacinas com perfis diferentes. A da Moderna é direcionada a crianças de 6 meses a 5 anos, sendo administrada em duas doses de 25 microgramas, o que corresponde a um quarto da dose dada a adultos. Já a da Pfizer-BioNTech, para meninos e meninas de 6 meses a quatro anos, tem três doses de 3 microgramas, um décimo da dose para adultos. 

Existe uma preocupação específica, dos próprios integrantes do VRBAC, em relação ao fato da vacina da Pfizer ser disponibilizada em três doses. Eles consideram desafiador fazer com que todas as famílias façam com que seus filhos tenham o ciclo vacinal completo.  O chefe da divisão de asma, alergia e imunologia da University of Virginia Health, Michael Nelson, comentou que a coadministração do imunizante da Pfizer com outras vacinas disponibilizadas às crianças pequenas também pode ser uma barreira, mas se disse aliviado por saber que a comunidade científica está dando a devida atenção ao assunto.

Com informações de CIDRAP (Center for Infectious Disease Research and Policy), AP News e Agência Brasil. 

Leia também: 

Nova pesquisa identifica mais de 1.000 genes ligados à COVID-19 grave

O que podemos aprender com a Inteligência Artificial em tempos de COVID-19

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você