[ editar artigo]

Fadiga esportiva e pressão plantar

Fadiga esportiva e pressão plantar

A fadiga esportiva leva à diminuição das funções fisiológicas, tais como a força muscular dos membros inferiores. A saúde geral de estudantes universitários que se dedicam aos esportes não pode ser ignorada, mas é preciso observar se eles não estão dando mais atenção à melhoria da aptidão física e ao desenvolvimento das habilidades esportivas do que à saúde os próprios pés, ou mesmo negligenciando essa importante parte do corpo.

Ao caminhar, a distribuição da pressão entre a sola e a superfície de apoio reflete as informações fisiológicas, estruturais e funcionais dos membros inferiores e até de todo o corpo. O trauma, deformidade, tumor, infecção, doenças do sistema nervoso dos membros inferiores afetam a marcha do corpo humano em graus variados.

Na china, Chenzi Zhao buscou entender a influência da fadiga esportiva na distribuição da pressão plantar de estudantes universitários masculinos saudáveis, além de fornecer uma base teórica para melhorar sua consciência sobre a saúde dos pés.

Autor do artigo Efeito da fadiga esportiva na distribuição da pressão planhtar de universitários masculinos saudáveis, publicado no periódico Revista Brasileira de Medicina do Esporte, Chenzi destaca que a fadiga induzida pelo exercício é um fenômeno fisiológico comum. Como os alunos não sabem o suficiente sobre entorse de tornozelo e a lesão não é óbvia, é difícil curar depois que ela acontece.

Ao detectar as características de distribuição da pressão plantar de 49 universitários do sexo masculino e investigar seus fatores de influência, Chenzi Zhao concluiu que a atenção aos cuidados com a saúde dos pés não é suficiente. Através do estudo comparativo da distribuição da pressão plantar antes e depois da fadiga, verificou que, após, o estágio de acompanhamento do pé é obviamente encurtado, enquanto o estágio de apoio do pé é obviamente prolongado.

Chenzi ressalta ainda que a taxa de mudança de carga indica a rapidez com que a pressão muda e pode ser interpretada como a taxa de mudança de carga de cada região anatômica da sola. Quanto mais rápida a mudança, afirma, maior a estimulação da pressão local, que pode avaliar a função de absorção de choque do calcanhar, bem como o pé diabético.

Fonte

ZHAO, Chenzi. EFEITO DA FADIGA ESPORTIVA NA DISTRIBUIÇÃO DA PRESSÃO PLANTAR DE UNIVERSITÁRIOS MASCULINOS SAUDÁVEIS. Rev Bras Med Esporte , São Paulo , v. 28, n. 5, pág. 398-401, outubro de 2022 . Disponível em <http://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922022000500398&lng=en&nrm=iso>. acesso em 26 de maio de 2022. Epub em 13 de maio de 2022.  https://doi.org/10.1590/1517-8692202228052021_0517 .

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você