Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Fiocruz recruta voluntários para pesquisa sobre novo tratamento para mpox

Fiocruz recruta voluntários para pesquisa sobre novo tratamento para mpox
Academia Médica
mar. 15 - 2 min de leitura
000

O Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) está convidando voluntários e voluntárias para participar de pesquisa para avaliar novo tratamento para mpox (anteriormente conhecida como monkeypox ou varíola dos macacos). Trata-se do ensaio clínico Unity, que irá testar a eficácia do medicamento Tecovirimat.

Todas as pessoas com sintomas relacionados à mpox ou já diagnosticados com a doença que estejam interessadas em participar do estudo podem comparecer diretamente no sede do Instituto que fica no campus da Fiocruz em Manguinhos no Rio de Janeiro (RJ) ou enviar uma mensagem de WhatsApp para o número (21) 99761-1517. Será agendada uma avaliação para todos os potenciais participantes.

Até o momento, não existem opções terapêuticas disponibilizadas para a mpox no Brasil. O estudo Unity é um ensaio clínico internacional, coordenado pela infectologista e pesquisadora Beatriz Grinsztejn, chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em IST e Aids do INI/Fiocruz, em parceria com a professora e pesquisadora Alexandra Calmy, do Hospital da Universidade de Genebra-Suíça. O estudo conta com a parceria e o financiamento da  Agência Francesa de Pesquisa em Aids, Hepatites Virais e Doenças Emergentes (ANRS).

No Brasil, os centros participantes do estudo serão coordenados pelo INI/Fiocruz. O Tecovirimat foi desenvolvido para o tratamento da varíola, sendo licenciado pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) para a Mpox em 2022, a partir de dados de estudos limitados em animais e em humanos. No entanto, até o momento não houve ensaios clínicos para confirmar se o medicamento pode ajudar os pacientes com mMpox a se recuperarem da doença. Os resultados do ensaio clínico Unity serão fundamentais para preencher essa lacuna no conhecimento. Por isso, a participação dos voluntários e voluntárias é crucial para o sucesso do estudo.

Fonte: Fiocruz.

Leia também:






Denunciar publicação
    000

    Indicados para você