[ editar artigo]

Médico, não se engane! Você será o culpado pelas misérias da saúde brasileira.

Médico, não se engane! Você será o culpado pelas misérias da saúde brasileira.

Quer ser médico no Brasil? Preste atenção.

Por Vinícius de Souza, presidente da AEMED BR

Vamos supor que voce entre na primeira tentativa e em um dos vestibulares mais concorridos do país, ou seja, com 17 anos. Ingresse em uma das mais de 300 faculdades de medicina do Brasil e persista durante 6 anos.

Torça para entrar em uma universidade que tenha professores, sala de aula e campo de prática, caso você seja realmente do tipo sonhador, imagine um Hospital Escola. Estude em tempo integral, sem tempo para trabalhar, virando madrugadas de plantão e esforço.

Estude dependente de um ensino médico sucateado, antiquado e que não se preocupa em formar bons médicos e sim em formar muitos médicos, pois é definido e massacrado pelo Estado e seus sequenciais planos de governo.

Caso seja homem, adicione 1 ano de serviço militar obrigatório. Após, adicione 1 ou 2 anos de residência OBRIGATÓRIA em Medicina de Família e Comunidade.

Agora, ainda adicione um projeto de lei desconexo da realidade, fruto da visão de alguém que claramente não entende nada de saúde ou sequer de medicina.

Mas, vamos supor que você queira cardiologia! Adicione 2 anos de Clinica médica e mais 2 anos de Cardiologia.

Parabéns, após 15 anos de estudo e com 32 anos de idade, você está inserido no mercado de trabalho.

Obviamente, vamos torcer para que você tenha tido condições de sustentar o curso mais caro do país, caso seja particular, porque senão, ainda deverá pagar o financiamento.

Mas não esqueça, você passou 15 anos sendo chamado de elitista, de não querer ir pro interior, de não querer atender os mais humildes (por mais que praticamente toda sua formação seja no SUS), passou 15 anos sobrevivendo de BOLSA, passou 15 anos superando todas as mazelas de um sistema sobrecarregado, subfinanciado, idealizado pelo governo mas totalmente discrepante na realidade, passou 15 anos trocando o dia pela noite, fazendo 24h de plantão, dormindo em maca e acordando para atender ambulatório.

Finalmente, após 15 anos MÍNIMOS, você está médico, e provavelmente a culpa do estado destroçado do sistema de saúde é sua, por mais que você não tenha feito nada além de ser resiliente, esperançoso e esforçado.

O médico não é culpado pelo estado da saúde no país, o açougueiro não é culpado pelo papelão na carne, o policial não é culpado pela criminalidade. Mas o Estado insiste em terceirizar a culpa, já que está na moda esse termo.

Queria eu que políticos indolentes e ignorantes fossem o problema, mas eles só são o sintoma de um Estado grande demais e falido em sua essência.

Ler matéria completa
Indicados para você