[ editar artigo]

Hillary Clinton: Minha visão sobre Acesso Universal, de Qualidade e "Pagável"

Hillary Clinton: Minha visão sobre Acesso Universal, de Qualidade e

Hillary Clinton: Minha visão sobre Acesso Universal, de Qualidade e "Pagável"

O maior periódico médico científico do mundo convidou os dois candidatos à presidência americana para responderem a seguinte questão: Quais as modificações específicas na lei você propõe para melhorar o acesso ao cuidado, melhorar a qualidade do cuidado e para controlar os gastos com saúde para a nossa nação? Hillary respondeu, Trump não.

Ao ler e traduzir o texto da candidata podemos perceber uma inspiração no modelo de saúde dawsoniano e como ele seria nos moldes do capitalismo americano. Exibindo um pouco de juízo de valor, como é característica de meus textos aqui no Academia Médica, as propostas por ela apresentadas são sim de carater popular e humanista, promovem um controle dos gastos em saúde (um problema insolúvel até este momento), sem abandonar os ideais do livre exercício da medicina e de outras profissões de saúde ( o mercado irá acabar com isso ). Acredito que o SUS teria estes moldes, se fosse feito nos EUA.

Segue o texto traduzido. Mas se quiser lê-lo em inglês, na íntegra no site do New England Journal of Medicine, clique AQUI.

Minha visão sobre Acesso Universal, de Qualidade e "Pagável"

por Hillary Clinton

Por toda a minha carreira, eu lutei para levar mais justiça para as famílias e mais oportunidades para as crianças, para que todas elas cresçam no nosso país e possam atingir seu potencial dado por Deus. É por isso que trabalhar para expandir o acesso a saúde para todos os americanos e melhorar a saúde e bem estar das crianças e suas famílias, está sendo a causa mais importante da minha vida.

Nas últimas duas décadas fizemos inúmeros avanços ao reduzir o número de pessoas sem seguro para o menor patamar na história, melhorando os resultados para todos os americanos. Devido ao Affordable Care Act (ACA), 20 milhões de americanos passaram a ter seguro e mais de 8 milhões de crianças recebem atenção todos os anos, como resultado do "Childrens Health Insurance Program". Como resultado do ACA, em torno de 3 milhões de afro-americanos e 4 milhões de hispânicos-americanos ganharam cobertura. Mais ainda, aumentou a proteção dos consumidores e o acesso a programas preventivos gratuitos- como vacinações e screenings para o câncer - significa que todos os americanos agora têm uma cobertura de saúde mais forte e melhor.

Além deste progresso, nós ainda temos muitos desafios pela frente. Os americanos convivem com custos que não cabem em seus bolsos e o sistema de saúde é muito fragmentado. Nós precisamos fazer a cobertura de saúde "pagável" para que as pessoas possam acessar o cuidado quando eles precisarem, Nós precisamos fazer mais para quebrar as barreiras e atingir a equidade em saúde nas comunidades. Nós precisamos expandir o Medicaid em todos os estados, para que todos tenham o acesso ao cuidado, independentemente do quanto ganham ou de onde moram. E nós precisamos aplicar mais recursos nas pesquisas científicas das doenças de nosso tempo.

Como presidente, eu lutarei para que todo americano tenha acesso a um cuidado de qualidade e pagável, independentemente de seu CEP, renda ou histórico médico. Saúde deve ser um direito, e não um privilégio.

Para atingir isso, nós precisamos atingir 4 grandes objetivos:

1. Melhorar - não repelir - O Affordable Care Act

Ao assegurar a cobertura aos milhões que antes não a tinham fornecendo uma paz mental, o Affordable Care Act é essencial para seguirmos para um sistema universal de saúde. De fato, pela primeira vez na nossa história, os dados do Censo demonstram que menos de 10 % dos americanos não possuem seguro saúde.

Não podemos deixar que os oponentes do ACA nos levem de novo para aqueles dias que as pessoas com doenças crônicas ou deficiências tinham a saúde negada, além das mulheres serem taxadas a mais que os homens. Nos precisamos melhorar a Lei para encarar os desafios, exatamente como fizemos em cada uma das maiores peças legislacionais da história da nossa nação.

O ACA, que meu oponente, Donald Trump, quer repelir, não apenas expande a cobertura para milhões de americanos que antes não a possuíam. A Lei ainda oferece novos benefícios e proteções a 150 milhões de americanos que possuem cobertura baseada nos seus empregos. Ela elimina as exclusões das condições prévias para 129 milhões de pessoas. Garantiu uma nova opção de seguro para os adultos jovens de 26 anos ou mais e seus pais; impediu os limites anuais e para o resto da vida para mais de 105 milhões; e obrigou que as seguradoras utilizassem 80% do faturamento para o pagamento do cuidado e não dos lucros, além de cobrir os milhões que previamente não possuíam seguro saúde.

Meu oponente e os Republicanos do Congresso, retirariam as proteções essenciais e levariam os Americanos a avaliações médicas discriminativas devidos aos prêmios (dos seguros de saúde) cada vez maiores. Eles ainda deixariam 20 milhões de americanos sem nenhum seguro, aumentando os custos para os que já possuem o seguro e aos fornecedores de cuidados de saúde.

Ao invés de repelir o ACA, meu plano é construí-lo no seu próprio progresso. Nós devemos trabalhar para expandir o Medicaid nos 19 estados que deixaram 3 milhões de americanos sem seguro saúde porque seus governos se negaram a expandir o medicais e incluir as pessoas elegíveis para a cobertura. Nós precisamos expandir e melhorar o ACA através do crédito para fazer a cobertura pagável, implementar medidas fortes para derrubar os custos das drogas prescritas, aumentar a competição entre as seguradoras e uma campanha agressiva para aumentar a divulgação e a inclusão. E, finalmente, nós precisamos assegurar a viabilidade de uma opção pública em todos os Estados e deixar que os americanos de mais de 55 anos possam contratar o Medicare. Tomadas juntas, essas políticas aumentarão a competição, escolha, "pagabilidade" e os números de americanos segurados.

2. Assegurar um preço mais acessível para todos os americanos.

As famílias americanas estão sendo espremidas pelos custos de saúde que crescem mais rápido que seus salários. Muito do seu dinheiro suado é gasto em despesas médicas dedutíveis, coparticipavas e cosseguradas. De fato, a média dos dedutíveis para os planos de saúde vinculados ao emprego aumentou 7x mais que os salários dos trabalhadores desde 2010

Para combater plenamente este problema, nós precisamos combater o aumento dos gastos em geral, para que trabalhadores e americanos mais velhos vejam efeitos em seus prêmios, particularmente em nos custos de toda droga prescrita.

Meu plano atenta para essas duas questões centrais.

Primeiro, para aliviar imediatamente os americanos das cargas dos custos da saúde, eu irei estender o valor de reembolso para 5000 dólares por família, para pagamentos de custos que não cabem no bolso. Eu ainda farei um requerimento para que as seguradoras fixem o custo das drogas de alto custo cadastradas em 250 dólares por mês.

Segundo, para atender o aumento do custos das drogas prescritas, eu irei trabalhar para remover as barreiras para a competição simplificando a aprovação de medicamentos biossimilares e genéricos. Isso inclui propostas para que a indústria farmacêutica justifique seus preços e eliminem o "pay to delay" como prática. Permitirei que o Medicare negocie diretamente para melhores preços. Eu ainda criarei um novo time federal de resposta o consumidor que terá a atribuição de identificar os preços abusivos de medicamentos utilizados nas doenças crônicas e nas que potencialmente salvam vidas e dar a eles novas ferramentas eficazes para melhorar.

Terceiro, agressivamente eu irei eliminar as fraudes, desperdício e abusos em qualquer programa de subsidio federal ao incorporar ideias suprapartidárias, de grupos de especialistas como o Medicare Payment Advisory Commission (MedPAC). Eu incentivá-los-ei a relatar quaisquer práticas que minam a confiança nos programas e no aumento de custos.

3. Conseguir melhorar a saúde e a atenção primária de forma integrada.

Eu irei trabalhar para integrar o nosso sistema de saúde fragmentado com reformas que premiarão a valorização e a qualidade. Para fazer isso, nós devemos promover um sistema de saúde que trate o paciente como um todo (corpo e mente), que autorize os provedores a entregar a melhor qualidade possível de cuidado e atinja a toda as comunidades americanas.

Para atingir a esta visão, nós devemos andar em diversas áreas.

Incorporar o conhecimento e a experiência dos prestadores. Racionalizar e aprimorar as políticas dos setores públicos e privados para mover o nosso sistema de saúde em direção a práticas que recompensam a qualidade de atendimento centradas no paciente, melhorando os resultados e reduzindo custos.

Precisamos abordar a falta de acesso aos cuidados de saúde primários, aos cuidados dentários e aos cuidados de saúde mental, catalisando parcerias entre departamentos de saúde pública, sistemas de cuidados de saúde e organizações comunitárias. Como fazemos, devemos promover a integração de cuidados de saúde mental, e fazer cumprir os requisitos de paridade de cobertura de seguro para garantir que os cuidados de saúde mental não sejam tachados como tolos.

Minha visão inclui um grande novo compromisso com a comunidade e centros de saúde mental, bem como o Corpo de Serviço Nacional de Saúde. Isso irá melhorar a nossa capacidade de responder a emergências de saúde pública - de desastres naturais, questões de justiça ambiental como aconteceu na cidade de Flint (Michigan), escalada taxas de dependência química e obesidade, doenças infecciosas como Ebola e Zika.

Devemos assegurar que as decisões de saúde pessoal das mulheres sejam tomadas por uma mulher, sua família e sua fé, com o conselho de seu médico. É por isso que vou lutar contra as tentativas de restringir o acesso a cuidados de saúde reprodutiva de qualidade e acessíveis e defender o acesso a contracepção acessível, cuidados preventivos e aborto seguro e legal - não apenas em princípio, mas na prática.

E, finalmente, precisamos reconhecer que os nossos prestadores de cuidados de saúde estão sempre na vanguarda de cuidar dos americanos. Então eu vou advogar para reformas que ajudam médicos, enfermeiros e outros cuidadores a passar mais tempo com seus pacientes, e levar o nosso sistema de saúde no futuro.

4. AS INOVAÇÕES VERDADEIRAS NO DIAGNÓSTICO, TRATAMENTO E CURA DE DOENÇAS

Ao não investir em pesquisa básica, desnecessariamente limitamos nosso progresso no enfrentamento das doenças de hoje e de amanhã. Incentivar a próxima geração de inovação em saúde e empreendedorismo ajudará os americanos a levar uma vida mais longa e saudável.

Vou trabalhar para garantir que a nossa comunidade científica e sistema regulatório estão promovendo a inovação e vou aumentar o financiamento para a investigação biomédica em todas as doenças, incluindo investimentos específicos para a investigação de doenças como a doença de Alzheimer e HIV / AIDS. E devemos manter um compromisso contínuo com a luta contra o câncer para que possamos fornecer provedores de cuidados de saúde com novas ferramentas e tratamentos para seus pacientes.

Estou também empenhada em expandir o acesso a dados de alta qualidade sobre custo, qualidade de cuidados e desempenho do sistema de prestação de saúde para ajudar os pacientes e médicos a fazer escolhas informadas e aos empreendedores construir novos produtos e serviços. Mais informações disponíveis - com cuidadosas proteções para privacidade e segurança - tornarão nossos mercados mais eficientes e transparentes.

CONCLUSÃO

Saúde e cuidados de saúde na América não deve ser uma questão partidária ou divisão. Como Presidente, vou trabalhar incansavelmente com qualquer pessoa dedicada a melhorar a saúde das nossas famílias e garantir que a promessa de cuidados de saúde acessíveis e de qualidade seja alcançada para todos os americanos.

Academia Médica
Fernando Carbonieri
Fernando Carbonieri Seguir

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Ler matéria completa
Indicados para você