[ editar artigo]

O que é (e o que não é) medicina?

O que é (e o que não é) medicina?

Proponho um exercício, um cercamento. Juntos refletir sobre o que não seria medicina e a partir dessa exclusão, talvez defini-la mais facilmente. Em outras palavras, um processo de descascamento, como uma cebola, vamos retirando as camadas externas e buscar o que há no centro dessa questão.

A medicina pode ter como significado a salvação de vidas alheias? Creio que salvar seja responsabilidade de super-heróis, com capas coloridas e roupas feitas de collant, ou de equipes de resgaste e salvamento, de qualquer forma, ainda não seria a melhor definição.

Dominar tudo sobre doenças e seus tratamentos? Trata-se de uma visão idealista e segmentada. Primeiro por retratar um sonho, humanamente improvável, de transformar-se em um compêndio ambulante diagnosticador de doenças, algo impossível, seja pela velocidade que os conhecimentos são gerados e atualizados, seja pela incapacidade de lembrar-se de todo esse conhecimento. Por fim, revela-se uma concepção segmentada por só visualizar a medicina como uma prática de cuidados tardios, uma ação para remediar, excluindo assim toda uma interface preventiva.

É necessário recorrer ao dicionário. No seu verbete, a etimologia, advém do latim: medicinae, ou seja, a arte de curar. Problemático. O que você entende por cura? Cada ser humano têm sua definição. O curar entendido como uma ação que irá findar um problema pertinente ao seu organismo é uma reflexão inacabada. Os debates atuais envolvem o conhecimento médico como uma prática que objetiva fundamentalmente o alívio do sofrimento, por diversas maneiras e abordagens.

Temos um pequeno panorama de atributos que podemos afirmar que não pertencem à medicina. Dessa forma, ressurge a pergunta do título, O que é medicina?

Terminar um curso de seis anos, seguir por especializações, jornadas de plantões diurnos e utilizar o vestuário adequado?

Definir a medicina, pode parecer algo tolo, aliás, já está escrito nos dicionários. Porém, o silêncio que se segue toda vez que a pergunta é feita retrata a tentativa de definir o que é ser um estudante ou um profissional da medicina.

Conceituar a prática é simples, novamente, os dicionários já fizeram isso por nós.

Assim, talvez essa pergunta oculte ainda uma complementação que paira misteriosamente. O que é medicina na sua realidade de vida?

Então, a pergunta está descascada, não há nada no centro da cebola. Porque a partir desse momento quem impõe as repostas e os significados a essas perguntas somos nós.

Um francês advertiu, primeiro a existência, depois a essência. Chegada a hora de preencher o verbete do seu próprio dicionário. O que é medicina na sua realidade de vida?

Academia Médica
Medicina em Crônicas - Elomar R. Moura
Medicina em Crônicas - Elomar R. Moura Seguir

Olá! Sou Elomar R. Moura (@medicinaemcronicas), 22 anos, de Aracaju - SE. Estudante de medicina da Universidade Tiradentes (UNIT) - SE. Um apaixonado pela literatura que escreve reflexões sobre a medicina tanto na sua prática, como na sua simbologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você