[ editar artigo]

Preciso estudar para a residência. E agora?

Preciso estudar para a residência. E agora?

Bem, se o título deste texto lhe chamou a atenção, é porque esse assunto está tirando seu sono, no mínimo. Pensando nisso, trouxe algumas ferramentas para ajudar você a alcançar o primeiro grande passo da sua carreira: a aprovação no concurso de residência.

1) Decidir por uma especialidade não é fácil. Mas é fundamental que você tenha em mente qual é o seu objetivo. 

Há provas mais concorridas de acordo com especialidade e isso também varia de hospital para hospital. Portanto, a necessidade de dedicação e tempo para estudar muda de acordo com a opção que você escolher. 

2) Após fazer sua decisão, tenha em mente de que esta é uma jornada longa e muito difícil, mas não se esqueça de que não é o fim do mundo.

Há uma grande expectativa por parte dos nossos colegas e familiares de que passemos no teste e que comecemos a residência médica. Porém, não é bem assim. Quando saímos da faculdade, somos médicos; e trabalhar com plantões em PS, PSF, medicina do trabalho, ou atender consultório em uma clínica são atividades muito dignas e bem remuneradas para quem está iniciando no mercado. A opção de trabalhar durante um ano - ou mais - antes de se especializar pode, sim, ser uma estratégia de aprendizado, desde que você mantenha seu foco.

3) Foco. Quando decidir por prestar prova de residência, saiba quais são seus objetivos e crie estratégias para alcançá-los.

Se você, por exemplo, quer fazer residência em neurocirurgia deve saber que esta especialidade está muito em voga, portanto, a concorrência é alta. Dessa forma, você provavelmente vai ter que estudar mais do que se quiser fazer pediatria, por exemplo. Dedique-se. O retorno depois fará seu esforço vale a pena.

4) Crie seu próprio esquema de estudo. Cada pessoa tem um ritmo e um estilo de aprendizado, é bobagem você querer lutar contra isso.

Se você aprende com aulas, há várias opções de cursinhos aos finais de semana. Se prefere ler, você pode estudar através de livros ou apostilas e aproveitar de os recursos online. Algumas pessoas têm o perfil de estudar em casa e outras não. É importante, também, resolver provas e testes para testar seus conhecimentos regularmente para ir treinando seu tempo. Além disso, o conteúdo que cai normalmente segue um padrão, os temas repetem-se com alguma frequência.

5) É imprescindível que sua cabeça mude. Se você quer fazer uma residência, tem que ter não só formação, mas informação de qualidade.

Acesse portais médicos, como o JAMA e MedScape, por exemplo. Esteja por dentro do mundo médico para que você esteja sempre ligado no que está acontecendo ao seu redor e não se sinta um peixe fora d'água. Não se esqueça de que a medicina é uma ciência dinâmica e as coisas mudam o tempo todo.

6) Saiba que você vai conseguir, caso tenha um boa estratégia. E, infelizmente, estudar faz parte de qualquer uma delas.

Apesar de estudar ser um ponto fundamental para passar em uma residência, organize seu lazer, saia com os amigos de vez em quando, tire um tempo para ver um filme ou fazer o que você gosta, principalmente no início da jornada, para não chegar extenuado ao final. Lembre-se também que praticar esportes ajuda a manter-se equilibrado e combater o stress. Ao final, aproveite a pressão natural que a eminência da prova traz e dê um booster nos estudos, essa é a hora de se concentrar.

7) Saiba das datas de editais, inscrições e provas para que seu trabalho não seja perdido. 

Com um bom cronograma, você vai poder calcular o tempo que ainda tem para se preparar. Seus estudos ficam mais organizados e isso contribui para que você possa manter a calma sabendo o tempo que precisará dedicar a cada conteúdo.

8) Boa sorte!

 

Colega médico, você acrescentaria mais alguma dica a esse artigo?

Conte-nos como foi sua preparação para a residência. Vamos ajudar àqueles que estão passando por essa fase.

Academia Médica
Emerson Wolaniuk
Emerson Wolaniuk Seguir

Médico Responsável Técnico do Instituto Qualis - Curitiba, centro de referência no tratamento da obesidade e qualidade de vida, medicina preventiva e no processo de reprogramação de vida. Ganhador do Premio Inova Saúde PR 2017 de gestão em saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você