[ editar artigo]

Primum non nocere

Primum non nocere

Tu seguras a minha mão, mas é você quem me guarda. É você que prestes a partir, ainda sorri, e me ensina que vale a pena crer e existir.

É você que me espera pela manhã, e ao me ver se abre em um abraço com as mãos estendidas ao meu ato de chegar perto de ti.

Em você, as chagas e a finitude; em mim, a força e vitalidade; mas, que um dia também há de se fazer Fragilidade, finitude e Passagem. 

Você que estás a partir me ensina o porquê resistir; me ensina que no fim, as coisas que valem a pena não são as coisas, mas sim as pessoas, as memórias, o amor e o gesto de um beijo ou abraço.

Sou um ser privilegiado em ter a oportunidade de conhecer pessoas desnudas de suas várias faces! Conhecer pessoas de verdade, íntegras e sem maquiagem.

No mundo dos filtros vocês me ensinam que a melhor vestimenta é a coragem e o a melhor maquiagem é o amor transfigurado em vossas faces que tem a oportunidade de viver em sua última viagem uma passagem em primeira classe, sem dispneia, dor ou impasses. 

Cuidados Paliativos é o símbolo mais próximo do real significado da medicina; é arte, é a pedra angular do juramento, do ato primeiro: primum non nocere,
Traduzido em Amor, Benevolência e Compaixão.  

In Memoriam de todos os pacientes que estou cuidando no Hospital de Apoio de Brasília. São vocês que me ensinam a essência da Medicina...

Academia Médica
ARTHUR AMARAL DE SOUZA
ARTHUR AMARAL DE SOUZA Seguir

Médico Residente em Clínica Médica pela (SES/DF). Plantonista Hospital Brasília (HoBra)

Ler conteúdo completo
Indicados para você