{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Que tal ser Médico Voluntário nas Olimpíadas RIO2016
[editar artigo]

Que tal ser Médico Voluntário nas Olimpíadas RIO2016

Que tal ser Médico Voluntário nas Olimpíadas RIO2016

Citius;

Altius;

Fortius;

O mais rápido; O mais alto; O mais forte.

Esse é o lema dos Jogos Olímpicos desde o surgimento da tradição na Grécia antiga. Inspirador não? Desde criança este era o  evento que mais me atraia. Lembro-me muito bem que falava que iria nada em Sidney em 2004... Mas como tinha um objetivo maior em me tornar médico, a preparação olímpica ficou há muito tempo esquecida. Muitos de meus amigos devem ter soltado ao menos um sorriso a partir da revelação de que queria ser um atleta olímpico. Mas quem nunca sonhou. O tempo foi passando, o estudo e a vida foi tomando o tempo, e o sonho olímpico foi deixado de lado. Até dois meses atrás, quando começamos a debater com o comitê organizador para os voluntários da área da saúde do RIO2016, os números e as ações que médicos e outros profissionais de saúde tem que desempenhar para os jogos funcionarem. Nestas conversas, fiquei assustado com a magnitude do aparato necessário para o RIO2016 funcionar adequadamente. E uma coisa é fato:

Sem médicos e profissionais de saúde, não tem jogos!

No total, serão 70 mil voluntários, dos quais 800 serão médicos. As funções que cada um tem de desempenhar nos jogos serão as de atendimento a agravos súbitos, tanto com atletas, comissões técnicas e público. Para isso o comitê olímpico irá fornecer cursos de capacitação gratuitos em urgência e emergências cardiológicas, esportivas e pré hospitalares. Todos estes cursos terão certificação internacional. Para quem já procurou, sabe que o preço de cada um destes ultrapassa facilmente os 1000 reais. Ainda na questão curricular, ter escrito que você foi médico do Maior Evento Da Terra, é algo a ser destacado e valorizado. Como o próprio nome do programa diz, a participação é VOLUNTÁRIA (assim como a redação e publicação deste texto). O serviço de voluntariado para das olimpíadas existe desde 1956. Então não é nova, e nem uma maneira brasileira de evitar gastos com profissionais. Serão aceitos para o programa e para a certificação de atuação os médicos que concordarem em "dar" pelo menos 10 dias do seu tempo para os 60 dias de jogos olímpicos e paralímpicos. Esses dias podem ser divididos durante os 60 dias de jogos ou em uma tacada só. Acabei de me inscrever no programa. Devido a colaboração do Academia Médica no objetivo de engajar médicos para serem voluntários nos Jogos, nos foi disponibilizado um código para sabermos por onde os médicos que se voluntariaram souberam sobre o assunto. Passados vários anos desde que eu havia me conformado de que nunca participaria de uma Olimpíada, vi que estava completamente errado. Estarei no RIO em 2016, não nas piscinas, mas no suporte daqueles que tanto admiro. Como diz o slogan da campanha:

retangulo (2) (1)"Seja o Herói de seus Heróis. Seja voluntário."

Pedimos a sua colaboração para colocar o código MED104 no campo devido da sua inscrição, que você pode fazer por AQUI. Durante estes 75 dias iniciais do programa de voluntários, o Academia Médica irá trazer mais informações e experiências de médicos que já foram voluntários em eventos anteriores.

Fernando Carbonieri

Fernando Carbonieri

Fundador da comunidade Academia Médica, que desde 2012 tem o intuito de expandir os horizontes falando o que a faculdade esqueceu de nos contar.

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar