[ editar artigo]

Remuneração e satisfação dos médicos em 2019

Remuneração e satisfação dos médicos em 2019

 

Quanto ganham e como estão trabalhando os médicos no Brasil? Fator importante a se observar, pois ao medir seu índice de satisfação, também podemos balancear o futuro da profissão. Esse estudo foi realizado por meio digital, com o vício amostral desviado para pessoas que utilizam o site do Medscape, não sendo extrapolável à todos os membros da profissão médica do Brasil, mas com certeza é um importante estudo.

Os médicos trabalham em média 48h por semana, em hospitais e para alguém. É isso que encontrou a pesquisa realizada pelo Medscape com seus membros que assinam o portal aqui no país. O estudo com  participação de 1599 colegas médicos (pelo site e aplicativos do Medscape). 47% dos médicos que responderam, encontram-se na faixa etária que vai de 28 a 39 anos, mostrando o perfil jovem dominante na pesquisa.

Dos respondentes, 64% são homens e estão distribuídos de forma parelha ao Demografia Médica 2018, do Conselho Federal de Medicina.

A pesquisa aponta que o especialista rende em torno de 55 mil reais a mais em honorários anualmente. Os generalistas que responderam a pesquisa, ganham em média 13,5 mil reais ao mês, enquanto os especialistas 17,6 mil reais ao mês.

A média de ganho anual das mulheres é 30% inferior aos dos homens. Quanto as mulheres especialistas, o site afirma que a diferença é de 61 mil reais no ano, entretanto, tanto para generalistas quanto para especialistas.

Um ponto muito interessante foi a pergunta sobre a satisfação dos médicos que responderam a pesquisa. 61% deles vivem de acordo com os recurso que ganham de seus trabalhos. 29% afirma viver abaixo dos recursos que recebem por seus trabalhos e 9% gasta mais do que ganha.

A pesquisa também aponta que 1/4 dos médicos que responderam, afirmam ter um financiamento ou mais e 1/5 tem dívidas com o cartão de crédito. Isso demonstra uma grande inabilidade com a parte financeira. Coisa que aqui na Academia Médica ajudamos a corrigir com o curso online "Enriquecer faz bem à saúde", do neurocirurgião, Francinaldo Gomes.

61% dos médicos acham que ganham menos do que deveriam. Especialistas acreditam ter a remuneração mais justa do que generalistas.

Os médicos que responderam à pesquisa demonstram satisfação quanto a qualidade do trabalho que desempenham. Mesmo assim, mais de 1/3 alega que trabalham demais. 1/5 relatam que é muito difícil serem reembeolsados pelos planos de saúde e seguradoreas, apenas 17% acham complicado lidar com pacientes "difíceis". 6% apenas tem preocupação em ser processados.

Em contrapartida, os aspectos mais gratificantes em ser médico no Brasil, segundo os pouco mais de 1500 médicos que responderam, é "ser bom no que faz, fazendo diagnósticos", "ganhar bem e trabalhar no que gosta" e "Gratidão e/ou relação com os pacientes. Para aquele grupo, 76% escolheriam a medicina novamente como profissão e 69% ainda escolheria a mesma especialidade.

O que achou? Concorda com os dados apresentados por essa pesquisa do Medscape Brasil? Comente logo abaixo para ampliarmos a discussão!

Academia Médica
Fernando Carbonieri
Fernando Carbonieri Seguir

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, especialista em Bioética

Ler matéria completa
Indicados para você