[ editar artigo]

SUS apresentou redução de quase 3 milhões de procedimentos eletivos em 2020

SUS apresentou redução de quase 3 milhões de procedimentos eletivos em 2020

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), devido à pandemia de Covid-19, o Brasil deixou de realizar ou adiou pelo menos 2,8 milhões de cirurgias eletivas no ano de 2020.

Procedimentos simples estão entre os mais afetados, como a cirurgia de catarata, hérnia, vesícula, varizes e postectomia, e a redução ocorreu de forma semelhante em todo o território nacional.


O órgão espera que estes dados possam auxiliar o desenho de estratégias  de retomada de cirurgias e procedimentos eletivos de forma segura. O Sistema Único de Saúde (SUS) registrou aproximadamente 4,6 milhões de procedimentos de março a dezembro de 2020, número 38% menor do registrado no mesmo período de 2019.


Para cirurgias mucomaxilares, a redução chegou a uma taxa de 64%, ao passo que cirurgias obstétricas e nefrológicas tiveram um leve aumento de 4 e 2% respectivamente.


O impacto da pandemia nos procedimentos eletivos foi mais profundo em números absolutos nos estados de São Paulo (673,9 mil procedimentos a menos - representando uma redução de 31%) e Minas Gerais, que observou uma diminuição de 38% (263 mil). Por outro lado, o estado do Amapá experienciou um incremento de 63 mil procedimentos, resultando num aumento na ordem de 115%.

Referências

Portal CFM publicado em 

https://portal.cfm.org.br/noticias/sus-tem-quase-3-milhoes-de-cirurgias-eletivas-suspensas/

Artigo relacionado 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você