Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Testes com cotonetes nasais em crianças com VSR podem indicar tempo de internamento

Testes com cotonetes nasais em crianças com VSR podem indicar tempo de internamento
Academia Médica
nov. 3 - 2 min de leitura
000

Novo estudo do hospital infantil Ann & Robert H. Lurie, de Chicago, indica que cotonetes nasais (swabs) podem distinguir crianças internadas com vírus sincicial respiratório (VSR) que precisam de cuidados intensivos por períodos mais longos.

Publicado na revista Frontiers in Immunology, o trabalho, desenvolvido em unidade de terapia intensiva pediátrica (UTIP), envolve o uso de hastes nasais de crianças alguns dias após a internação por VSR para detecção e análise de genes ativados em resposta ao vírus.

Foi constatado que sinais de maior dano às células que revestem o nariz em determinados pacientes estava correlacionado a um maior período de permanência em UTIP, independente da quantidade de VSR e da apresentação clínica.

Desta forma, a conclusão é de que lesões nas membranas da mucosa nasal de meninos e meninas com VSR podem ser um marcador de uma resposta desregulada ao vírus, prevendo uma recuperação mais lenta.

Segundo os autores da pesquisa, para que haja aproveitamento clínico da descoberta, a mesma ainda precisa ser validada por novos experimentos em um grupo maior de crianças. Porém, se as constatações do estudo forem confirmadas, os testes com cotonetes seriam capazes de fornecer informações preciosas aos pais de pacientes infantis internados com VSR e também às equipes médicas.

Referência:                                              
Clarissa M. Koch et al, Cilia-related gene signature in the nasal mucosa correlates with disease severity and outcomes in critical respiratory syncytial virus bronchiolitis, Frontiers in Immunology (2022). DOI: 10.3389/fimmu.2022.924792

Leia também:

Licenças maternidade e paternidade podem prevenir mortes de recém-nascidos

Ministério da Saúde lança guia e orienta médicos sobre anomalias congênitas em recém-nascidos

Vantagens do uso de ultrassom no rastreio de displasia de quadril em recém-nascidos

Método "canguru" pode diminuir estresse vivenciado por pais de recém-nascidos hospitalizados

Recomendações da OMS sobre cuidados maternos e neonatais para uma experiência pós-natal positiva



Denunciar publicação
    000

    Indicados para você