[ editar artigo]

Tratamento paliativo: o futuro da Medicina

Tratamento paliativo: o futuro da Medicina

Cuidados paliativos, ou simplesmente tratamento paliativo, são os cuidados de saúde ativos e integrais prestados à pessoa com doença grave, progressiva e que ameaça a continuidade de sua vida, ou seja, é o auxílio prestado a um paciente necessitado que se encontra com sua vida próxima do fim. Consistem num novo método ativo e amplamente utilizado nos últimos tempos que busca revolucionar o conceito de “medicina humanizada”, debatido em fóruns e reuniões anuais entre os vários congressos de saúde.

Para isso é fundamental que o paciente tenha acesso a uma equipe multidisciplinar. Essa equipe tem o desafio de avaliar e tratar da dor e outros sintomas físicos, assim como aspectos sociais, psicológicos e espirituais.

Esses cuidados são oferecidos para o paciente e sua família no momento em que o médico assistente identifica que não existem mais possibilidades da doença ser curada. Todos os envolvidos nesse processo de adoecimento e terminalidade devem ser acolhidos e contemplados pelos Cuidados Paliativos.

Ele não se relaciona a temas como “a boa morte” ou “como morrer”; em vez disso, se relaciona com “viver bem”, mesmo no caso de uma doença incurável. Tem como principais objetivos promover a qualidade de vida do paciente e de seus familiares através da prevenção e alívio do sofrimento, da identificação precoce de situações possíveis de serem tratadas, da avaliação cuidadosa e minuciosa e do tratamento da dor e de outros sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais.

Os cuidados paliativos se centram na qualidade e não na duração da vida. Oferecem assistência humana e compassiva para as pessoas nas últimas fases de uma doença incurável para que possam viver o mais confortavelmente possível.

A filosofia dos cuidados paliativos aceita a morte como o estágio final da vida: ela afirma a vida e não acelera nem adia a morte. Os cuidados paliativos podem ser realizados num hospice e visam tratar a pessoa e não a doença, controlando os sintomas, para que os últimos dias de vida sejam dignos e com qualidade, cercado por seus entes queridos. Está também focada na família, o que inclui não só o paciente, mas sua família na tomada de decisões.

Os cuidados paliativos consistem no tratamento para alivio dos sintomas relacionados com a doença, sem o intuito curativo. Seu principal objetivo é melhorar a qualidade de vida do paciente, que decidirá junto com seu médico e familiares quando devem começar a realizar os cuidados paliativos.

Toda essa filosofia de tratamento representa uma das maiores solidificações do conceito de humanização que existem, sobretudo no campo da Medicina, que requer que tal aplicação se dê de maneira íntegra e contínua, visando oferecer as melhores condições possíveis para os pacientes, que necessitam lidar com situações muitas vezes impossíveis de acreditar. É o futuro da Medicina se fazendo presente, cabe a nós, médicos e futuros profissionais da saúde, olhar para eles de modo mais amplo.

 

Para mais informações visitar:


Quer escrever?

Publique seu artigo na Academia Médica e faça parte de uma comunidade crescente de mais de 150 mil médicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais da saúde. Clique no botão "NOVO POST" no alto da página!

 

Academia Médica
Fernando Antônio Ramos Schramm Neto
Fernando Antônio Ramos Schramm Neto Seguir

Atual graduando em Medicina pela Universidade Salvador.

Ler matéria completa
Indicados para você