[ editar artigo]

Pesquisadores investigam mudanças nos padrões de hospitalização por insuficiência cardíaca durante a pandemia

Pesquisadores investigam mudanças nos padrões de hospitalização por insuficiência cardíaca durante a pandemia

Um estudo realizado por pesquisadores da School of Cardiovascular Medicine & Sciences e publicado na revista International Journal of Cardiology demonstrou que pacientes que foram hospitalizados com insuficiência cardíaca (incapacidade do coração de bombear sangue suficiente para outros órgãos e tecidos) durante diferentes momentos da pandemia de COVID-19 mostraram características clínicas consistentes e resultados adversos, sugerindo que os danos cardiovasculares colaterais da pandemia podem ter ido além do esperado.

Ao todo, 184 pacientes hospitalizados por IC foram incluídos no estudo, 95 durante o 1o confinamento, 30 durante o 2o confinamento e 59 durante o 3o confinamento. Nos três grupos, havia características clínicas, comorbidades e fatores de risco cardiovascular comparáveis. 

Foi demonstrado que pacientes admitidos com doença cardiovascular, mas sem COVID-19 concomitante, tiveram piores resultados clínicos em comparação com pacientes semelhantes em anos anteriores.

A observação principal foi que os pacientes hospitalizados com insuficiência cardíaca tinham características clínicas, fatores de risco e mortalidade hospitalar comparáveis em todas as ondas da pandemia, embora uma otimização mais rápida da terapia médica.

 

Destaques

  • A pandemia de COVI-19 é uma  emergência de saúde pública que leva a danos cardiovasculares colaterais significativos.
  • Durante a primeira onda, os pacientes hospitalizados por insuficiência cardíaca estavam mais doentes e com aumento da mortalidade hospitalar.
  • Em diferentes ondas da pandemia, os pacientes hospitalizados com IC tinham características clínicas e fatores de risco comparáveis.
  • O manejo intra-hospitalar foi mantido ao longo das diferentes ondas com taxas de mortalidade intra-hospitalares comparáveis.
  • Uma otimização mais rápida da terapia médica foi observada durante a hospitalização nas ondas subsequentes.

 

Referências 

Irfan A. Rind et al, Patients hospitalised with heart failure across different waves of the COVID-19 pandemic show consistent clinical characteristics and outcomes, International Journal of Cardiology (2021).  DOI: 10.1016/j.ijcard.2021.12.042

 

Cardiologia

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você