[ editar artigo]

TP #35: Entre humanos, não vivos e médicos

TP #35: Entre humanos, não vivos e médicos

O episódio 35 abrange diversos assuntos entre eles: Sífilis, psicologia evolucionista, nanotecnologia, e é claro as últimas informações sobre vacinação e notícias sobre a Covid-19.

O Troca de Plantão acontece de Segunda a Sexta às 06h30 da manhã no Clubhouse e é transformado em Podcast para você que não pode participar conosco ao vivo. Dê o play aqui e curta conosco.

Comandado por Fernando Carbonieri, médico e fundador da Academia Médica, o Troca de Plantão nº35 contou com os colegas Filipe Prohaska,  Ana Carolina Carvalho, Jamil Cade, Alexander Buarque, Newton Nunes, Ana Panigassi, entre outros que também compartilharam conhecimento com a comunidade. Com audiência crescente, o Troca de Plantão da Academia Médica traz as principais publicações científicas do cenário mundial, discutidas por profissionais de ponta.

Grey's Anatomy, a volta de Geena Davis, e a renovação! | Blog de Hollywood

Nossos heróis aqui do #TP trouxeram as suas fofocas e a gente traz a sedimentação teórica para elas. Confira abaixo as referências que embasaram a discussão de hoje!

Sífilis: do sexo a punição

Leia, aqui, o texto publicado na Academia Médica.

Haja vista que a sífilis vem aumentando em número no Brasil, principalmente sob um contexto pandêmico - dada a dificuldade de acesso ao diagnóstico durante a pandemia-,  a epidemia de sífilis em 2021 tende a ser preocupante.  

Como bactéria, a Treponema pallidum é ordinária. Como fenômeno cultural é onde a doença mostra que não se evidenciou apenas pelas gomas, ulcerações e danos a órgãos internos. A sífilis, foi antes de tudo, um retrato das repressões e preconceitos de uma época.

O tratamento da sífilis é simples, por meio de uma a três doses de penicilina, dependendo da fase da doença. Quando não feito precocemente, pode comprometer órgãos como pele, olhos, coração, bem como o sistema nervoso. Por provocar feridas na região genital, essa doença bacteriana também pode se tornar uma porta de entrada para infecções como o HIV.

Humanidades Médicas: saúde e doença na história e nas artes. Clique aqui e inscreva-se!

Pfizer antecipa entrega de mais 50 milhões de doses de vacina contra Covid-19 para União Europeia

Leia mais aqui.

Pelo contrato original, o lote seria entregue apenas nos três últimos meses de 2021. Com isso, o total de doses disponibilizadas pela farmacêutica ao bloco chegará a 250 milhões até o final de junho. Ainda de acordo com a nota, a UE e a empresa negociam um novo acordo para a compra de 1,8 bilhão de doses para o período de 2021 a 2023. O imunizante da Pfizer é desenvolvido em parceria com a alemã BioNTech.

Psicologia evolucionista e o êxito de líderes mulheres na pandemia

Leia mais aqui. 

Haja vista as evidências de que países liderados por mulheres tiveram respostas mais eficazes no combate à pandemia do que os governados por homens, o artigo em questão conclui que empatia, aversão ao risco e preocupação com a saúde são algumas das diferenças sexuais em características psicológicas identificadas nas gestoras que, possivelmente, as levaram a ter mais sucesso. Além disso, em um sistema mental sobre liderança, constataram que existe uma diferença sexual: as mulheres, em média, apresentam um estilo de liderança voltado para o relacionamento interpessoal e tendem a ser líderes mais comunais, intuitivas, sensíveis e empáticas, enquanto os homens apresentam, em média, um estilo de liderança voltado para as tarefas, além de serem mais constantes e inflexíveis nas condutas. 

Enquanto elas preferem status e serem amadas, eles preferem poder e serem temidos. Esse conjunto de diferenças sexuais no estilo de liderança está bem alinhado à melhor condução governamental feminina da pandemia.

Padrão espaço-temporal de COVID-19 disseminado no Brasil

Leia, na íntegra, aqui. 

Indicadores de agrupamento, trajetórias, velocidade e intensidade do movimento de COVID-19 para áreas interiores, combinados com índices de medidas de política mostram que, embora nenhuma narrativa única explique a diversidade na propagação, uma falha geral de implementação imediata, coordenada e respostas equitativas em um contexto de fortes desigualdades locais alimentaram a propagação de doenças. Isso resultou em taxas de infecção e mortalidade altas e desiguais. 

Distribuição espacial e agrupamento de casos notificados de COVID-19 e óbitos.

Falta de kit intubação em mais de 2 mil unidades de saúde em SP

Leia mais aqui.

Governo de São Paulo enviou ofício ao Ministério da Saúde na terça (13) afirmando que precisa receber medicamentos do kit intubação em 24 horas para repor estoques e evitar o desabastecimento. Segundo o documento, "a partir dos próximos dias" vai faltar medicamentos, caso nada seja feito.

"A situação de abastecimento de medicamentos, principalmente daqueles que compõem as classes terapêuticas de bloqueadores neuromusculares e sedativos está gravíssima, isto é, na iminência do colapso, considerando os dados de estoque e consumo atualizado pelos hospitais nesses últimos dias", afirmou um documento do secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn.

Brasil receberá 15,5 milhões de doses da Pfizer até junho e mais de 14 de abril

Leia mais aqui.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quarta-feira (14) que o governo conseguiu antecipar o recebimento de doses das vacinas da Pfizer contra a Covid-19 para os meses de abril, maio e junho. Segundo Queiroga, 15,5 milhões de doses serão entregues nesse primeiro momento.

Estudo relata alteração na visão em pacientes graves de Covid-19

Leia mais aqui.

Levantamento da Escola Paulista de Medicina com 100 pessoas ainda precisa de mais dados para relacionar de forma direta problemas oculares com infecção. A pesquisa não estabelece relação causa-efeito, pois ainda não há como comprovar que essas anormalidades nos olhos constatadas nesses pacientes foram provocadas pelo coronavírus.

Fadiga do Zoom é real e tende a afetar mais as mulheres do que os homens, descobriu um estudo de Stanford

Leia mais aqui. 

O estudo, divulgado na terça-feira entrevistou mais de 10.000 pessoas em fevereiro e março para entender as diferenças individuais no desgaste do uso de tecnologia de videoconferência no ano passado. No geral, uma em cada sete mulheres (quase 14%) relatou sentir-se "muito" a "extremamente" cansada após as ligações do Zoom, em comparação com um em cada 20 homens (5,5%). 

A principal razão para essa diferença parece ser o aumento do que os psicólogos chamam de "atenção autocentrada", ou a consciência de como você se parece ou se parece em uma conversa, desencadeada pela autovisualização da câmera. E, embora homens e mulheres tendam a ter o mesmo número de reuniões por dia, as reuniões femininas tendem a ser mais longas. As mulheres também têm menos probabilidade de fazer intervalos entre as reuniões, o que pode aumentar a fadiga. 

JBS lança couro com nanotecnologia capaz de inativar ação do coronavírus

Leia mais aqui.

 A unidade de negócios de couros da JBS lançará um produto com nanotecnologia capaz de tornar inativa a ação do coronavírus causador da Covid-19, antecipou a companhia à Reuters nesta quarta-feira (14). 

"O couro recebe um aditivo de micropartículas de prata em seu revestimento, que possui ação antiviral e é indicado para superfícies que podem estar em constante exposição ao vírus, como móveis, assentos e volantes de veículos", afirmou a companhia.

Horas excessivas de trabalho de enfermagem estão associadas a resultados adversos aumentados para os pacientes

Leia, na íntegra, aqui. 

O estudo encontrou uma relação conclusiva entre o excesso de horas de trabalho da enfermeira e resultados adversos para os pacientes e destaca a importância de gerenciar horários adversos de enfermagem, como longas horas de trabalho diárias e semanais para melhorar a segurança do paciente e prevenir resultados adversos para o paciente.

Taxa de suicídio entre mulheres enfermeiras em comparação com mulheres na população em geral antes da pandemia global COVID-19

Leia, na íntegra, aqui. 

Em um grande estudo de coorte retrospectivo de 159.372 suicídios de 2007 a 2018 nos Estados Unidos, as taxas de incidência de suicídio específico do sexo entre enfermeiras, médicos e a população em geral foram estimadas usando dados do National Violent Death Reporting System e dados da força de trabalho do Bureau of Labor Statistics e Association of American Medical Colleges 'State Physician Workforce Data. Os resultados indicam que as taxas de suicídio entre enfermeiras excedem as das pessoas na população em geral e que as enfermeiras correm o dobro do risco de suicídio em comparação com as mulheres na população em geral.

Depressão e risco de suicídio entre profissionais da saúde

A exposição cotidiana dos profissionais de saúde a estímulos externos de natureza física e mental relacionada à complexidade do trabalho, inexistência de condições ideais para realização do cuidado ao lidar com pessoas com doenças graves e risco de morte leva-os com maior facilidade a desenvolverem depressão, principalmente diante de uma circunstância pandêmica, enfrentando muitos fatores de risco semelhantes para suicídio, que são potencialmente exacerbados pelo cenário atual.

E tanto enfermeiras quanto médicos são mais propensos a ter antidepressivos, benzodiazepínicos, barbitúricos e opioides em seu sistema, o que sugere uma necessidade de maior consciência de saúde comportamental entre os profissionais de saúde, dizem os pesquisadores. É de suma importância monitorar e regular os horários de trabalho desses profissionais, principalmente dos enfermeiros, e práticas adversas de programação são necessárias para melhorar o bem-estar e a saúde dessa população e prevenir resultados adversos para os pacientes.

 

O que você achou desse episódio? Ajude-nos a fazer melhor. Pule para dentro da conversa e compartilhe conhecimento conosco!

BeatrizSW

Se você esteve conosco ao vivo, por favor, deixe os seus comentários abaixo!

 

Troca de Plantão

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você