{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Como o novo Healthkit do iPhone afetam os médicos?
[editar artigo]

Como o novo Healthkit do iPhone afetam os médicos?

Como o novo Healthkit do iPhone afetam os médicos?

O novo IOS 8 confirmou o s rumores de que apple estaria planejando um aplicativo de saúde. O HealthKit será nativo do novo sistema operacional do iPhone.

Com o HealthKit será possível coletar e agragar informações de uma variedade de aparelhos e aplicativos que funcionam junto com seu iPhone. Esta informação coletada será armazenada no Health app do usuário. O Health app será o que o paciente verá, e promete manter o rastreamento dos dados vitais mais importantes.

Ao anunciar o Healthkit na WWDC, a apple demonstrou o uso de um esfigmomanômetro que conversa com seu telefone. Ao apresentar uma pressão elevada, o Healthkit pode comunicar o fato ao médico.  Isso é fruto de uma estreita relação com a Mayo Clinic e outros hospitais que estão estudando o uso do app na rotina hospitalar.

De uma vez por todas a apple tem a habilidade de adicionar informações compreensíveis e uniformes dentro de seus aparelhos que rodam o iOS8. Isso pode nos dar a oportunidade de mudar o comportamento dos pacientes de uma maneira nunca antes imaginada.

Screenshot 2014-06-05 16.12.24

Para essa nova era atingir seu potencial, médicos serão obrigados a saber como os aplicativos funcionam, assim como entender como eles funcionam. Pela primeira vez um aplicativo de saúde será nativo de um smartphone, rodando em uma plataforma mobile uniforme para "trackear" as métricas de saúde de uma maneira meticulosa.

Mas qual o significado disso para nós médicos?

1) Pacientes compartilharão mais informações contigo.

Os médicos tem que entender que cada vez mais os  pacientes mostrarão seus smartphones e  as métricas que estão observando a seus médicos. Com isso, os médicos tem que entender como utilizar estas informações para melhorar a qualidade de vida do paciente.

2) Você tem a habilidade de empoderar os pacientes como nunca antes.

Prescrever aplicativos de saúde para todos os pacientes será rotina, tanto na urgência quanto nos ambulatórios. Muitos deles podem ser prescritos para a perda de peso, controle do diabetes e para melhorar o desempenho da atividade física.

Invariavelmente será necessário ensinar seus pacientes a usar esses aplicativos. Inclusive ensiná-los a fazer o download desses apps para seus celulares. Vale lembrar que muitos dos pacientes pouco sabem como utilizar o email ou mandar um simples SMS. Por ser nativo do iOS8, os pacientes terão a habilidade de observar suas métricas de saúde. Você pode utilizar essa habilidade para empoderar os pacientes e co-manejar suas doenças empoderando-o sobre sua saúde.

Ainda é cedo para afirmar, mas para estes aplicativos funcionar corretamente e fazerem a diferença na atenção à saúde, precisamos desenvolver mais parcerias com o sistemas de saúde. A própria Apple fala em descentralização das informações para melhorar a saúde. Essa iniciativa pode ajudar a levar informações importantes de um único paciente a vários médicos diferentes, simplificando a maneira de obter estes dados.

Com milhões de iPhones vendidos, esta iniciativa da Apple pode sim mudar a forma de como fazemos medicina.

Confira a revisão em vídeo do HeathKit a seguir

Deixe sua opinião sobre o que você achou do Healthkit! Ajude-nos a melhorar nossa percepção sobre as novas tecnologias mobile na medicina.

fonte: ImedicalApps 

Fernando Carbonieri

Fernando Carbonieri

Inovação é sua forma de exercer a medicina. Em 2012 criou a Academia Médica, comunidade dedicada a "FALAR O QUE A FACULDADE ESQUECEU DE NOS CONTAR". Membro Comissão do Médico Jovem do CFM, Palestrante, Hacking Health Curitiba e Brasil

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar