[ editar artigo]

Qual tipo de médico você é?

Qual tipo de médico você é?

Você já se questionou se é um médico arrogante ou um médico confiante ?

Na residência, sempre me preocupava em não parecer arrogante, principalmente por atender pessoas muito pobres e com baixa estima, assim como eu era. Sentia uma identificação muito forte com essas pessoas. Alguns pacientes acreditavam não ter merecimento e aceitavam que médicos e outros profissionais de saúde os tratassem com pouco respeito e consideração.

O que leva a humildade à vida de um médico ou de qualquer pessoa?

Temos que conservar a confiança com humildade. Isso faz toda diferença na vida profissional e nos torna um médico diferenciado. Temos que ser médicos de princípios e não confundir princípios com conveniência. Para isso, estas perguntas sempre devem preencher nossa mente:

  • Temos integridade?
  • Fazemos o que é certo ?
  • Não damos ouvidos às intrigas ?
  • Mantemos nossa palavra? Mesmo que essa palavra custe um preço alto?
  • Não aceitamos subornos?

"A soberba precede à ruína; e o orgulho, à queda". Assim dizia Salomão, o homem mais rico e mais sábio que já existiu.

Pensem: tudo é relacionamento! É como nos relacionamos com as pessoas, que define o crescimento em todas áreas de nossa vida. Para mim, como residente, cada dia era um dia de superação. Como diz o treinador Dale Carnegie: "seu sucesso depende de 85% de como você se relaciona".

Já vi muitos professores com doutorado que não conseguem manter clientes em seus consultórios particulares. Sabem por quê? Vou relacionar alguns fatores para essa resposta:

  1. Arrogância (afinal sou Doutor e com quem esse paciente pensa que está falando?). Não estou dizendo que não é importante estudar, fazer mestrado ou doutorado, estou dizendo que não devemos ser influenciados por títulos. Precisamos dar importância para as pessoas. E, também, devemos fazer o máximo para nos qualificarmos da melhor forma possível.
  2.  É necessário ter paixão pelo que nos faz sermos proativos.
  3.  Não devemos ser guiados por emoções para cima ou para baixo e também não devemos perder nunca nossa natureza humana.

Pode ter certeza que ganhamos credibilidade quando somos transparentes. Um médico comum pode ter resultados extraordinários. Uma das coisas que senti na carne nesta jornada médica, é que você tem resultados muito melhores quando você tem comprometimento seguido de ação. Aliás, o comprometimento é avaliado pela ação. Falar é fácil, mas o ato de fazer tem um alto preço. O comprometimento abre as portas para o cumprimento da missão e, uma vez que você esta comprometido, tudo virá a seu favor para alcançar o sucesso. Quando você está comprometido, você está capacitado para tomar decisões.

Faça as pessoas verem o quanto você está comprometido e assim você terá incentivo para prosseguir. Nunca achei que tivesse de fugir das pessoas, dos familiares e até do paciente. Alguns profissionais por medo de processos, explicam pouco e até evitam conversar. Digo a vocês que isso é um erro. Os familiares necessitam saber notícias de seu ente querido e o médico tem que trabalhar com humildade e confiança para que surjam os efeitos desejados para o paciente, para a família e para o próprio médico.

 

E você? Que tipo de médico tem sido?

Academia Médica
CRISTINA MARCIA SORIANO VELOSO ANDREACCI
CRISTINA MARCIA SORIANO VELOSO ANDREACCI Seguir

Ginecologista, Obstetra, Ultrassom e Medicina Fetal Update Harvard Medical School Pós graduação no Hospital Albert Einstein Competência Fetal Medicine Foundation- Londres Master coach pela Florida Christian University Formação em Mentoring

Ler matéria completa
Indicados para você