Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Terapia derivada de proteína de banana pode ser eficaz no combate à Covid-19

Terapia derivada de proteína de banana pode ser eficaz no combate à Covid-19
Academia Médica
out. 21 - 2 min de leitura
000

Artigo publicado na Cell Reports Medicine fala sobre a eficácia do H84T-BanLec contra todos os coronavírus conhecidos que infectam humanos, incluindo o MERS, o SARS original e a variante ômicron do SARS-CoV2, causador da Covid-19. O trabalho é resultado de um estudo realizado por pesquisadores da Divisão de Doenças Infecciosas da Faculdade de Medicina da Universidade de Michigan.

Derivado de uma lectina (uma proteína de ligação a carboidratos) isolada da banana, o H84T-BanLec, segundo o texto, tem notáveis habilidades de bloqueio viral ligando-se a glicanos de alta manose, polissacarídeos que estão presentes na superfície dos vírus, mas muito raramente em células humanas normais e saudáveis. Após a ligação, o vírus não pode entrar nas células para infectá-las.

Usando microscopia de força atômica, os pesquisadores responsáveis pela descoberta perceberam que o H84T-BanLec desenvolve múltiplas ligações fortes com a proteína spike. Como as lectinas geralmente são evitadas como terapias por que podem estimular o sistema imunológico de forma potencialmente prejudicial, o H84T-BanLec foi modificado para remover o efeito, não apresentando prejuízos em modelos animais.

Apresentado como uma grande promessa no tratamento contra a Covid-19, o H84T-BanLec demonstra eficácia também contra o vírus da gripe. Os cientistas estimam que, caso apresente bons resultados em testes com humanos, ele possa vir a ser utilizado de forma terapêutica como spray nasal ou gotas para prevenir e tratar infecções tanto por coronavírus quanto por influenza.

No futuro, a ideia é que o H84T-BanLec seja testado também no combate a células cancerígenas.

Com informações de Cell Reports Medicine.

Referência:
Jasper Fuk-Woo Chan et al, A molecularly engineered, broad-spectrum anti-coronavirus lectin inhibits SARS-CoV-2 and MERS-CoV infection in vivo, Cell Reports Medicine (2022). DOI: 10.1016/j.xcrm.2022.100774

 Leia também:

Covid-19! Nova subvariante da ômicron evita anticorpos neutralizantes e pode resultar em aumento de infecções

Ansiedade, depressão e estresse podem estar no cerne do desenvolvimento de Covid longa

Anticoagulante Apixaban é capaz de inibir a replicação do Sars-CoV-2

Crianças infectadas pelo SARS-CoV-2 são mais propensas a desenvolver diabetes tipo 1

Idosos têm mais riscos de desenvolver Alzheimer após infecção por Covid-19





Denunciar publicação
    000

    Indicados para você