[ editar artigo]

Novo método avança na maturação de células cardíacas derivadas de células-tronco pluripotentes humanas

Novo método avança na maturação de células cardíacas derivadas de células-tronco pluripotentes humanas

O time de um sistema de saúde integrado dos Estados Unidos desenvolveu um método reprodutível e escalável para progredir na maturação de cardiomiócitos derivados de células-tronco pluripotentes humanas (hPSC-CMs). As células suportam a contração do músculo cardíaco gerada em laboratório e poderão aprimorar as abordagens para modelagem de doenças, terapias regenerativas e testes de drogas. O estudo foi publicado na edição impressa de 7 de abril ,da revista Cell Stem Cell

Os pesquisadores identificaram o papel de uma proteína importante no processo de maturação das células cardíacas. Essa proteína tem o papel de receptor e induz a mudança metabólica da glicólise para a oxidação de ácidos graxos no ambiente de laboratório. Além disso, esse receptor tem uma função essencial na ativação eficiente das redes reguladoras de genes, aumentando a quantidade e a organização do organelas envolvidas na produção de energia, e aumentando a oxidação de ácidos graxos. Consoante o estudo, a ativação da sinalização regulada pela proteína pode aumentar o tamanho e a organização das células do músculo cardíaco e melhorar a contratilidade.

Um dos achados dos pesquisadores foi que o método com lactato frequentemente usado para enriquecer os cardiomiócitos derivados de células-tronco pluripotentes humanas pode induzir um mecanismo independente de maturação cardíaca e, quando combinado com o receptor, aumenta o metabolismo oxidativo, permitindo a geração eficiente de energia a partir de carboidratos e ácidos graxos.

Por fim, segundo os cientistas, os achados da publicação fornecem um novo caminho para gerar cardiomiócitos derivados de células-tronco pluripotentes humanas maduras para modelagem de doenças e terapia regenerativa.

Artigos relacionados 

O que é bom para o coração é bom para o cérebro: atualizações da American Heart Association

Inteligência artificial identifica indivíduos em risco de complicações de doenças cardíacas

Novo guideline da AHA para revascularização da artéria coronária

Referência 

  1.  WICKRAMASINGHE, Nadeera M. et al. PPARdelta activation induces metabolic and contractile maturation of human pluripotent stem-cell-derived cardiomyocytes, Cell Stem Cell (2022). Disponível em:  doi.org/10.1016/j.stem.2022.02.011. Acesso em 13 de Abril de 2022.

 

Cardiologia

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você