[ editar artigo]

COVID-19 em crianças: pesquisa analisa aumento de internações e fatores de risco

COVID-19 em crianças: pesquisa analisa aumento de internações e fatores de risco

Os impactos da  COVID-19 em crianças podem ser severos, assim como ocorre com os adultos. Um estudo publicado no American Academy of Pediatrics revelou que cerca de 30% de 3.106 crianças foram hospitalizadas em decorrência do vírus e 0,5% morreram devido às complicações.

Os pesquisadores analisaram casos registrados entre março de 2020 e maio de 2021, a partir dos registros disponíveis na Rede de Vigilância de Hospitalização, a partir das informações disponíveis em prontuários médicos de pacientes pediátricos internados em estado grave.

No caso das crianças menores de 2 anos, foi registrada a ocorrência de distúrbios neurológicos, doenças cardiovasculares, doenças pulmonares, prematuridade e anormalidade das vias áreas. Em outro grupo, composto por crianças e adolescentes na faixa etária entre 2 a 17 anos, foi constatada a ocorrência de doenças como diabetes, obesidade e dependência do uso de sonda para alimentação.

Além de expor a gravidade da COVID-19 como ameaça à vida das crianças, os pesquisadores também concluíram que há fatores que influenciam o maior risco de contaminação e prevalência da doença, como, por exemplo: localização demográfica, faixa etária e condições de vida.  As crianças hispânicas foram as mais afetadas pelo desenvolvimento grave da COVID-19.

Vacinação da COVID-19 em crianças

Uma das evidências apontadas pelos cientistas como um fator preventivo contra a COVID-19 é a vacinação. As crianças que estão potencialmente mais expostas ao vírus podem ser beneficiadas com medidas preventivas e vacinação eficaz, ainda mais em um cenário epidemiológico marcado pelo surgimento de novas variantes como a Ômicron e suas sublinhagens.

No cenário brasileiro, as crianças só foram incluídas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 (PNO), do Ministério da Saúde, no início de janeiro de 2022. 

Até o momento há dois imunizantes aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). São eles: Pfizer e Coronavac. As vacinas são seguras e possuem eficácia comprovada. A primeira é indicada para crianças com 5 e 11 anos, enquanto a segunda é indicada a partir dos 6 anos.

Leia também: Mais de 5 milhões de crianças perderam pelo menos um dos pais ou cuidadores devido à COVID-19

Por que vacinar as crianças?

Este não é o primeiro estudo científico que traz evidências sobre a importância da prevenção da COVID-19 em crianças. Atualmente, essa pauta está sendo discutida sobre vários prismas. O que se sabe até o momento é que diante da liberação dos órgãos de fiscalização e controle de qualidade dos imunizantes, a vacinação das crianças é o melhor caminho para evitar as consequências da COVID-19 severa e outras medidas extremas que podem surgir após a infecção.

Gostou do tema ou tem alguma contribuição? Deixe seu comentário!

Referências

1.WOODRUFF, Rebecca et al. Risk factores for severe COVID-19 in children. American Academy of Pediatrics. V. 149. Edição 1. Janeiro de 2022. Disponível em: https://publications.aap.org/pediatrics/article-abstract/149/1/e2021053418/183463/Risk-Factors-for-Severe-COVID-19-in-Children?redirectedFrom=PDF. Acesso em 03 de fevereiro de 2022.

2.GRAFF, Kelly et al. Risk factors for severe COVID-19 in children. The Pediatric Infectious Disease Journal, v. 40, n. 4, p. e137-e145, 2021.

3. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Ministério da Saúde inclui crianças de 5 a 11 anos na campanha de vacinação contra a COVID-19. Disponível em:https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/janeiro/ministerio-da-saude-inclui-criancas-de-5-a-11-anos-na-campanha-de-vacinacao-contra-a-covid-19. Acesso em 03 de fevereiro de 2022.

4. MINISTÉRIO DA SAÚDE.  Zé Gotinha responde às dúvidas da população sobre a vacinação de crianças contra a COVID-19. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/fevereiro/ze-gotinha-responde-as-duvidas-da-populacao-sobre-a-vacinacao-de-criancas-contra-a-covid-19. . Acesso em 03 de fevereiro de 2022.

 

Coronavirus | COVID-19

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você