Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Academia Americana de Pediatria indica uso de medicamentos e cirurgia para adolescentes com obesidade grave

Academia Americana de Pediatria indica uso de medicamentos e cirurgia para adolescentes com obesidade grave
Academia Médica
jan. 9 - 3 min de leitura
000


Médicos devem oferecer para adolescentes com obesidade severa, com idade de 12 anos ou mais, medicamentos para emagrecimento e cirurgia para perda de peso.  Essa é a nova diretriz de tratamento da American Academy of Pediatric (AAP), publicada nesta segunda-feira (09). 

Segundo o Dr. Ihuoma Eneli, co-autor da primeira diretriz sobre obesidade infantil  lançada há 15 anos pela AAP, esperar não funciona. Esse ato, que foi preconizado e empregado na antiga diretriz não teve resultados observados por Ihuoma, que em sua prática viu que houve continuação do ganho de peso e a probabilidade de que as crianças desenvolvam obesidade na idade adulta. 

A obesidade é uma doença crônica que afeta 20% das crianças e adolescentes dos Estados Unidos e cerca de 42% dos adultos, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças. Vale lembrar que as crianças que apresentam índice de massa corporal igual ou superior ao percentil 95 para crianças da mesma idade e sexo são consideradas obesas. As que atingem ou excedem o percentil 120 são consideradas com obesidade grave. 

No último mês, foi aprovado o medicamento Wegovy, uma injeção semanal que pode ser indicada para pacientes com idade de 12 anos ou mais. Um estudo publicado no New England Journal of Medicine analisou o uso desse novo medicamento e encontrou que a droga ajudou os adolescentes a reduzir seu IMC em cerca de 16% em média, melhor do que os resultados em adultos.

Além desse medicamento, a semaglutida, uma das medicações que atua contra o diabetes, também atua nas vias de saciedade e por isso também é empregada para o emagrecimento. Entretanto, doses específicas de semaglutida e outros medicamentos antiobesidade têm sido difíceis de obter devido à recente escassez causada por problemas de fabricação e alta demanda, estimulada em parte por celebridades no TikTok e outras plataformas de mídia social para emagrecimento. 

Por fim, os especialistas em emagrecimento infanto-juvenil alertam para a importância do tratamento individual e personalizado. Apesar das novas orientações de tratamento, é importante continuar com as mudanças de estilo de vida e reeducação alimentar do público jovem. 


Referência 

Hampl SE, et al "Clinical practice guideline for the evaluation and treatment of children and adolescents with obesity" Pediatrics (2023).


Leia também:

Aprovado uso de injeção semanal para tratamento da obesidade

Semaglutida mostra eficácia na perda de peso entre adolescentes

Estudo revela que obesidade e estresse têm forte influência sobre o apetite

Você é o que a sua mãe come! Consumo materno de alimentos ultraprocessados relacionado a sobrepeso nos filhos




Denunciar publicação
    000

    Indicados para você