[ editar artigo]

Anvisa libera medicamento à base de cannabis

Anvisa libera medicamento à base de cannabis

O canabidiol (CBD) é um medicamento feito a partir da planta da maconha, Cannabis sativa, que atua no sistema nervoso central, ajudando a tratar doenças psiquiátricas ou neurodegenerativas, como esquizofrenia, mal de Parkinson, epilepsia ou ansiedade. Feito a partir de substâncias selecionadas da planta, o remédio não causa vício, dependência ou alterações psicológicas e, por isso, pode ser utilizado de forma segura durante os tratamentos. Pode-se dizer então que o uso do canabidiol é positivo para as funções cognitivas.

Apesar de alguns estudos já terem comprovado os efeitos positivos do uso da substância, a polêmica em torno do seu uso, uma vez que seu uso é associado diretamente ao consumo e dependência que a maconha provoca no organismo, os efeitos curativos do CBD acaba ficando em segundo plano.

Apesar dessa polêmica, muitos estudiosos concordam sobre a necessidade de se investigar o efeito terapêutico do CBD, em função do potencial de ação ansiolítica, analgésica, anti-inflamatória, anticonvulsivante e antioxidante.  

Em janeiro de 2017 a Anvisa autorizou o registro do primeiro medicamento à base de canabidiol a ser produzido no Brasil e é indicado para tratamento de adultos com esclerose múltipla. O medicamento já era aprovado em outros 28 países, como EUA, Canadá e Alemanha, onde é comercializado em forma de spray oral.

Novo medicamento à base de canabidiol é liberado pela Anvisa

A Anvisa liberou, no último dia 29, o quarto medicamento à base de canabidiol do Brasil e poderá ser importado já pronto para uso, distribuição e comercialização em farmácias e drogarias, obviamente com apresentação de prescrição médica com receita azul, do tipo B. O medicamento tem concentração de 50 miligramas por mililitro (mg/ml), com até 0,2% de tetraidrocanabinol (THC).

A validade da licença é de 24 meses e só pode ser prescrita após esgotadas as demais opções terapêuticas disponíveis no mercado brasileiro.  A responsabilidade sobre a forma de uso, posologia e informações sobre efeitos colaterais fica com o médico prescritor.

Referências

Agência Brasil. disponível em https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2021-10/novo-medicamento-base-de-canabidiol-e-liberado-pela-anvisa

Sociedade Brasileira para o progresso da Ciência. Revista eletrônica de jornalismo cinetífico. Acesso em https://www.comciencia.br/canabidiol-uma-droga-com-efeitos-medicinais/

Artigos relacionados

 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você