[ editar artigo]

Uso de cannabis e infarto do miocárdio em adultos jovens

Uso de cannabis e infarto do miocárdio em adultos jovens

A cannabis, popularmente conhecida como maconha, é uma droga recreativa de uso comum, particularmente entre adultos jovens. Ainda que socialmente mais aceita, as repercussões sobre a saúde dos usuários e os riscos do uso compulsivo permanecem obscuros. Devido a associação entre acidente vascular cerebral e outros potenciais efeitos cardiovasculares adversos, como infarto agudo do miocárdio (IAM), a American Heart Association recomenda evitar o uso de produtos que contenham cannabis. Entretanto, as evidências atuais ainda são limitadas.

Um estudo transversal, publicado recentemente no Canadian Medical Association Journal, analisou  33.173 entrevistas de adultos com idade entre 18 e 44 anos, cedidas pelo banco de dados do Behavioral Risk Factor Surveillance System (BRFSS). Os pesquisadores compararam a relação do uso, frequência, período e método de consumo da cannabis, com históricos de IAM. Além disso, incluíram entre as variáveis, fatores demográficos e socioeconômicos, renda familiar anual, comportamentos relacionados à saúde, uso concomitante de substâncias (por exemplo, tabaco e consumo de álcool), outras comorbidades (por exemplo, doença renal, diabetes) e status de legalização da cannabis em nível de jurisdição.

Entre os 33.173 adultos jovens, 17,5% relataram uso recente de cannabis. Nesses usuários, as chances de uma história positiva para IAM era maior, principalmente entre aqueles que usam cannabis mais de 4 vezes ao mês e/ou optam pelo tabagismo como método primário de consumo. Taquicardia e palpitações dose-dependentes, redução da contratilidade ventricular e arritmias estão entre alguns dos efeitos fisiopatológicos causados pela maconha que podem explicar o risco de IAM. Além disso, a exposição frequente e sustentada à cannabis contribui para uma redução da oferta de oxigênio ao miocárdio, comprometendo a circulação coronariana.

"O grande tamanho da amostra, a generalização e os dados detalhados sobre o consumo de cannabis deste estudo transversal fornecem uma visão única sobre esse crescente problema de saúde pública. Mais estudos e mais dados são necessários para confirmar essas descobertas e elucidar os mecanismos que contribuem para o desenvolvimento cardiovascular associado à cannabis resultados", concluem os autores.

Artigos relacionados 

Referências

  1. Ladha, Karim S., et al. «Recent Cannabis Use and Myocardial Infarction in Young Adults: A Cross-Sectional Study». CMAJ, vol. 193, n. 35, Setembro de 2021, pp. E1377–84. www.cmaj.ca, https://doi.org/10.1503/cmaj.202392.

  2. Journal, Canadian Medical Association. Recent Cannabis Use Linked to Heart Attack Risk in Younger Adults. https://medicalxpress.com/news/2021-09-cannabis-linked-heart-younger-adults.html. Acedido 1 de Outubro de 2021.
     


Você sabia que pode publicar na Academia Médica? Clique aqui e saiba como


 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você